Em destaque

Cultura em números e dados

O Ministério da Cultura (MinC) está colocando no ar a maior plataforma digital com informações sobre a cultura brasileira já implementada no país. Em fase experimental de funcionamento, desde fevereiro deste ano, o Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC) é um antigo projeto da Pasta que vinha sendo elaborado desde 2004 e agora  torna-se realidade.

O sistema está sendo criado para ser um grande banco de dados, com informações sobre bens e serviços da área cultural, com dados georreferenciados sobre toda a infraestrutura no setor.  Por meio do SNIIC, o internauta poderá encontrar informações sobre investimentos, produção cultural, acesso, consumo, realizadores e gestores, programas e instituições culturais em todas as cinco regiões do Brasil.

" A grande diferença desta plataforma é o processo colaborativo, qualquer cidadão pode inserir  dados", destacou o coordenador-geral de Monitoramento de Informações Culturais do MinC, Evaristo Nunes, um dos organizadores do projeto. Ele informou que o ministério está dando início a uma série de oficinas de implantação de dados do SNIIC, realizadas junto a prefeituras e a agentes culturais dos municípios brasileiros.

Tocantins

O processo iniciou pelo município de Palmas (TO), no dia 9 de maio, e teve como objetivo explicar o funcionamento de um dos primeiros módulos operacionais do sistema -  o Registro Aberto da Cultura (RAC), que funcionará como um cadastro básico de todos os agentes e serviços culturais do país, formado de forma aberta e participativa.

Nesta segunda-feira, 27 de maio, a equipe de gestores públicos do SNIIC está realizando oficinas de dados na cidade de Fortaleza (CE) e na sequência visitará todas as demais cidades que irão sediar a Copa das Confederações. Posteriormente o sistema será estendido à participação de todo os estados e municípios brasileiros.

A nova plataforma está funcionando em fase de teste. Para interagir com o sistema, o internauta precisa fazer um breve cadastro no site do SNIIC e se habilitar para fornecer dados sobre a cultura em sua região ou apenas realizar pesquisas. Aqueles que já passaram pelos sistemas de cadastro do Ministério da Cultura, seja em projetos ou plataformas, estão automaticamente registrados no SNIIC.

Categorias

O leque de tipos de objetos culturais disponíveis para os cidadãos e as comunidades se cadastrarem  é tão amplo, que mesmo em fase de implementação, já ocupa um espaço de 23 páginas digitais. Nele podem ser encontradas categorias como Equipamentos Culturais; Mestres da Cultura Popular, Grupos e Associações Culturais, Pontos de Cultura, Cursos Livres de Arte, Escolas Formais de Artes, entre várias outras.

Evaristo disse que no próximo dia 15 de junho será disponibilizado um aplicativo de visualização de dados do SNIIC, denominado de "Nuvem da Cultura", na loja virtual da Appel e da Androide, para facilitar o acesso dos usuários das novas mídias aos dados do sistema.

(Texto: Patrícia Saldanha, Ascom/MinC)