« Voltar

Linha de investimento estimula produções filmadas em Niterói

 


18.07.2018 - 16:15  

Niterói Film Commission pretende atrair produções nacionais e internacionais para filmar na cidade fluminense. Foto: Divulgação.
 

O Ministério da Cultura (MinC) e a Prefeitura de Niterói lançaram, na última terça-feira (17), em Los Angeles, nos Estados Unidos, uma linha de investimento no valor de R$ 1 milhão, para produções estrangeiras que queiram filmar em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A linha vai integrar edital a ser lançado no início do ano que vem.

 
O lançamento, realizado no Consulado Geral do Brasil em Los Angeles, contou com a presença do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves. Na ocasião, também foi lançada a Niterói Film Commission, que tem entre seus objetivos o de ampliar a competitividade da cidade fluminense como local de filmagem de produções nacionais e internacionais.
 
As iniciativas compõem o programa Niterói Cidade do Audiovisual, criado por meio de uma parceria firmada em setembro do ano passado entre a Prefeitura da cidade fluminense, o MinC e a Agência Nacional do Cinema (Ancine), no valor de R$ 34 milhões. "A transformação de Niterói em um dos principais polos de audiovisual do Brasil contribuirá não só para o desenvolvimento do setor audiovisual brasileiro, mas, também, para o crescimento econômico da região, com geração de emprego, renda e futuro para as pessoas", disse o ministro.
 
O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, enxerga boas oportunidades na economia criativa da cidade. "O programa Niterói Cidade do Audiovisual contribui não apenas para o desenvolvimento nesse setor, mas em outras atividades econômicas importantes para a cidade, como o turismo, além de incentivar a geração de empregos e riqueza", disse o prefeito.

Niterói Cidade do Audiovisual

Por meio do programa Niterói Cidade do Audiovisual, foi lançado, em abril deste ano, um edital de audiovisual que reservou R$ 6 milhões para 12 linhas de ação. Metade dos recursos vem do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), por meio da Linha de Arranjos Regionais. Os outros R$ 3 milhões serão investidos diretamente pela Prefeitura de Niterói, que será a primeira cidade do país, não capital, a acionar o fundo neste formato. O resultado preliminar deste edital, que teve suas inscrições encerradas em 18 de junho, foi divulgado nesta segunda-feira (16).
 
As ações da parceria entre o governo federal e administração municipal incluem a liberação de R$ 26 milhões em editais de fomento para o segmento – deste montante, R$ 7 milhões serão investidos pela Prefeitura, e R$ 19 milhões pelo MinC, por meio do Fundo Setorial do Audiovisual, administrado pela Ancine. Além disso, o MinC vai investir R$ 4,8 milhões na implantação do Centro Petrobras de Cinema para abrigar o primeiro museu do cinema do País. Outros R$ 2,8 milhões serão investidos pelo MinC na realização de um festival com os países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul); e R$ 380 mil em seis mostras (sendo R$ 330 mil oriundos do MinC e R$ 50 mil da Prefeitura).