« Voltar

Ministério avança na internacionalização da cultura

19.4.2016 - 9:58  
 
 
Intercâmbio de iniciativas culturais bem-sucedidas, estabelecimento de ações conjuntas com diferentes países e a defesa e divulgação da língua portuguesa como um ativo cultural. Esses são alguns pontos que serão abordados pelo Ministério da Cultura, entre maio e setembro deste ano, em diferentes fóruns multilaterais, como o Mercosul, a Conferência Ibero-Americana de Cultura e o Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP).
 
Em 19 e 20 de maio, está prevista a participação de representantes do MinC na XVIII Conferência Ibero-Americana de Cultura, em Cartagena das Índias, na Colômbia. Trata-se de uma das atividades preparatórias para a Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estados e de Governo, quando são discutidos e aprovados políticas e programas para a área de cultura na região. Neste ano, a Cúpula será realizada nos dias 28 e 29 de outubro, também em Cartagena das Índias.
 
Durante o evento, serão abordados programas culturais nacionais que contribuam para atenuar violências políticas, de gênero, de etnia, de fronteira ou de intolerância. O Brasil apresentará a Política Nacional de Cultura Viva.  
 
O MinC tem no Sistema Ibero-Americano um importante foco de atuação. O motivo é a existência de uma identidade e uma herança cultural comum e do interesse pelo desenvolvimento de programas de cooperação cultural para a integração regional. O sistema é constituído pela Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e pela Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib). 
 
Outra frente de atuação do MinC ocorre até junho, durante reuniões técnicas do Mercosul. Os eventos representam espaços nos quais é possível analisar e redefinir temas prioritários para o bloco no que se refere a discussões sobre políticas culturais em áreas temáticas como artes, patrimônio cultural e diversidade cultural. 
 
A agenda inclui programas conjuntos voltados para a integração de políticas e planos nacionais de cultura, o desenvolvimento de estudos, a integração de sistemas de informação e estatísticas de cultura (Siscsur), a circulação de bens e serviços culturais (Selo Mercosul Cultural), a promoção do intercâmbio técnico e artístico, a universalização do acesso à cultura, a gestão do patrimônio cultural e a valorização da memória social e da diversidade cultural da região. 
 
A estrutura do Mercosul Cultural foi aprovada em 2012, durante a XLIII Reunião do Conselho do Mercado Comum (CMC). O bloco considera a cultura como elemento primordial dos processos de integração e como um eixo fundamental dos processos de reconstrução e inclusão social, indispensável para alcançar o desenvolvimento regional sustentável.
 
Língua Portuguesa
 
O MinC participará, ainda, da reunião ordinária do conselho do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), em data ainda a definir. Concebido em 1989, o IILP faz parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) como órgão voltado à promoção, à defesa, ao enriquecimento e à difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais. 
 
Entre as ações do IILP está o Portal do Professor de Português Língua Estrangeira (PPPLE), de grande relevância no atual momento de demanda aquecida para o aprendizado do português como língua estrangeira e de implementação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, por meio da compilação do Vocabulário Ortográfico Comum (VOC), ao qual serão adicionados os Vocabulários Ortográficos Nacionais (VONs).
 
O Brasil também estará presente, no segundo semestre, na III Conferência Internacional sobre o Futuro de Língua Portuguesa. O evento, que será realizado em Díli, no Timor Leste, tem como principal objetivo refletir sobre promoção e difusão da Língua Portuguesa e promover o debate de caráter científico sobre os caminhos para ações futuras da CPLP.
 
Cecilia Coelho
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura