« Voltar

Rio de Janeiro sedia debate sobre Artes no Mercosul

 
 
10.11.2017 - 11:15  
Nesta quinta (9), como evento prévio à VI Reunião da Comissão de Artes do Mercosul, foi realizada oficina para apresentar a plataforma que vai abrigar informações sobre o Mapa de Residências Artísticas do Mercosul (Foto: Deint/MinC)
 
 
Representantes dos setores artísticos de quatro Estados-membros do Mercosul (Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina) e de outros sete países da América do Sul (Chile, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Suriname) se reúnem nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, para discutir políticas públicas culturais e trocar informações e experiências de programas e projetos bem-sucedidos para as artes. 
 
A VI Reunião da Comissão de Artes faz parte do Mercosul Cultural – um encontro dos países do bloco, realizado a cada a cada seis meses,  para estimular o debate e o fortalecimento da região, posicionando a cultura como elemento fundamental da integração regional. Neste semestre, a presidência pro tempore do Mercosul Cultural está a cargo do Brasil, por meio do Ministério da Cultura (MinC).
 
O encontro será conduzido pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), com apoio do MinC. Entre os temas a serem discutidos estão a atualização do regulamento do Prêmio Mercosul de Artes Visuais; o planejamento do Mapa de Festivais Internacionais da Região; a continuidade dos trabalhos do Mapa de Residências artísticas do Mercosul; o intercâmbio de boas práticas sobre políticas, programas e ações em curso voltadas ao fomento das artes, ao incentivo à produção e à capacitação, ao desenvolvimento de pesquisa e à formação de público para as artes; e o debate sobre a proposta Plano de Ação do Mercosul Cultural 2018-2020 - aprovação do eixo referente à Comissão de Artes.
 
O resultado dessa reunião será levado à XLII Reunião de Ministros da Cultura (RMC), que será realizada em 1º de dezembro, no Rio de Janeiro.
 
Mapa de Residências Artísticas
 
Nesta quinta (9), como evento prévio à VI Reunião da Comissão de Artes do Mercosul, foi realizada oficina para apresentar a plataforma que vai abrigar informações sobre o "Mapa de Residências Artísticas do Mercosul", além da própria pesquisa. O levantamento, feito por consultores contratados pelo Ministério da Cultura da Argentina, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), mostra um mapa das residências artísticas na região sul-americana, que facilita o acesso a informações sobre oportunidades para a mobilidade de artistas entre os países do bloco.
 
A pesquisa do grupo argentino tratou de temas como a oferta atual de residências relacionadas à reflexão teórica e à produção artística e cultural do Mercosul; as oportunidades de residências artísticas e políticas públicas de fomento na região; e os possíveis impactos do projeto Mapa de Residências Artísticas do Mercosul com relação com outras plataformas existentes na região.
 
A elaboração de um mapa de residências artísticas surgiu em 2015, durante a II Reunião da Comissão de Artes. Na época, a Funarte apresentou os resultados de um levantamento realizado no Brasil. A experiência brasileira deu início a debates sobre a possibilidade de um mapeamento em nível regional.
 
O Mercosul Cultural
 
Criado em 1998, o Mercosul Cultural tem o objetivo de estimular o debate e o fortalecimento do bloco por meio de políticas públicas de cultura. Entre os temas de destaque estão o intercâmbio de políticas culturais, o desenvolvimento de estudos, a integração de sistemas de informação e estatística, a promoção do intercâmbio técnico e artístico, a gestão do patrimônio cultural e a valorização da memória social e da diversidade cultural. 
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

Nesta quinta (9), como evento prévio à VI Reunião da Comissão de Artes do Mercosul, foi realizada oficina para apresentar a plataforma que vai abrigar informações sobre o "Mapa de Residências Artísticas do Mercosul"