Edital Documentário Afro-brasileiro e Indígena

22.2.2018
 
Objeto: seleção de 10 (dez) projetos de produção independente de obras audiovisuais documentais, a partir de 52 minutos, inéditas, com temáticas voltadas à cultura afro-brasileira e indígena, e seus respectivos teasers.
 
Inscrição: de 26/2 a 27/4
 
Valor para cada projeto: até R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).
 
Valor total do edital: R$5.000.000,00 (cinco milhões de reais)
 
Contato para dúvidas sobre o edital: concurso.sav@cultura.gov.br
 
Onde se inscrever: Sistema Mapas Culturais por meio do link mapas.cultura.gov.br
 
Condições de participação: Poderão participar do presente edital empresas (pessoas jurídicas) com registro regular e classificadas como produtoras brasileiras independentes na Agência Nacional do Cinema (Ancine), nos termos da Instrução Normativa nº 91 e suas alterações, pertencentes ou não a grupos econômicos, no âmbito da comunicação audiovisual de acesso condicionado previsto na Lei nº 12.485, de 12 de setembro de 2011, e que estejam registradas na Ancine e na Junta Comercial com, pelo menos, um dos seguintes CNAEs (Cadastro Nacional de Atividade Econômica) como atividade principal ou secundária:
a) 59.11-1/01 – (estúdios cinematográficos);
b) 59.11-1/02 – (produção de filmes para publicidade);
c) 59.11-1/99 – (atividades de produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão não especificadas anteriormente).
 
Cotas:
  • No mínimo 30% dos projetos selecionados deverão ser destinados a projetos de produtoras sediadas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste
  • No mínimo 20% dos projetos selecionados deverão ser destinados a projetos de produtoras sediadas na região Sul e nos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo
  • No mínimo 50% dos projetos selecionados deverão ser dirigidos por mulheres (cisgênero ou transexual/travesti)
  • No mínimo 50 % dos projetos selecionados deverão ser dirigidos por diretores negros 
  • No mínimo 10 % dos projetos selecionados deverão ser dirigidos por diretores indígenas 
  • No mínimo 50% dos projetos selecionados deverão ser dirigidos por novos diretores (é aquele que tenha dirigido no máximo 1 (um) longa-metragem finalizado e exibido em sala comercial ou não comercial)