Notícias Gerais

« Voltar

Produtora cultural, Daniela Pfeiffer, toma posse no CTAv

 

 

 

12.01.2018 - 20:20   

Com entusiasmo, a produtora cultural Daniela Pfeiffer assumiu a coordenação-geral do CTAv do MinC, na presença do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão (Foto: Ronaldo Caldas / Ascom MinC)
 
"Estar à frente de um órgão desta dimensão não é fácil. Mas após 17 anos no setor, estou pronta para assumir esse desafio", afirmou Daniela Pfeiffer, nesta sexta (12), em cerimônia no Rio de Janeiro. Foi com entusiasmo que a produtora cultural assumiu a coordenação-geral do Centro Técnico Audiovisual (CTAv) do Ministério da Cultura (MinC), na cerimônia de posse que contou com a presença do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.
 
Na ocasião, o ministro da Cultura enfatizou  o papel de destaque do CTAv no desenvolvimento do audiovisual brasileiro: "É um centro de referência na formação e capacitação em audiovisual e pode ser o principal executor dessa política de capacitação, com alcance nacional". Para Sá Leitão, o centro já desempenha o papel, que pode ser aperfeiçoado e ampliado, de apoio técnico a produções audiovisuais. "É um papel muito importante, sobretudo para produções de baixo orçamento", completou.
 
A nova diretora lembrou que, em 2018, o CTAv completa 33 anos e "se prepara para assumir sua verdadeira vocação, a formação audiovisual". Segundo Pfeiffer, há uma grande demanda das produtoras por capacitação profissional. "O novo CTAv tem como desafios imediatos cuidar do passado, refletir sobre o presente e cuidar do futuro. Espero somar esforços para uma gestão colaborativa e em rede", afirmou.

Sobre o CTAv

Criado em 1985 a partir de parceria entre a Embrafilme e o National Film Bord do Canadá, o CTAV integra, desde 2003, a estrutura da Secretaria do Audiovisual do MinC. O centro é referência na América Latina em conservação de acervo, sendo responsável pela guarda de mais de 20 mil rolos de película e 4,5 mil arquivos digitais.
 
O CTAV também presta serviço de mixagem e empréstimo de equipamentos, por meio de chamadas públicas, e de produção e envio de cópias de filmes brasileiros que participarão, com apoio da Agência Nacional do Cinema (Ancine), de festivais de cinema em países como França, Argentina e Canadá, entre outros.
 
O centro atua, ainda, no apoio à pesquisa em audiovisual, com disponibilização de material de arquivo para consulta, visitas guiadas com universidades e cessão da cabine de projeção.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura