Dia do Ministro

Sá Leitão debate possibilidades de crescimento para o mercado de HQs

 
 
5.3.2018 - 17:56  
Ministro Sérgio Sá Leitão (direita) se reuniu nesta segunda com os idealizadores do Projeto HQ (Foto: Acácio Pinheiro/Ascom MinC)
 
 
Em encontro com os idealizadores do Projeto HQ, o quadrinista Luciano Cunha e seu sócio na Guará Entretenimento, Gabriel Wainer, realizado na tarde desta segunda-feira (05), no Rio de Janeiro, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, conversou sobre o mercado de Histórias em Quadrinhos (HQs) no Brasil e suas possibilidades de crescimento.
 
Sobre fomento para a área, Sá Leitão destacou a possibilidade de captação de recursos pela Lei Rouanet. "Com os recursos captados por meio da Rouanet, a gestão é de vocês", destacou. 
 
Cunha e Wainer entendem que o Brasil tem profissionais de grande talento, que trabalham para as principais editoras internacionais, mas que não há no mercado nacional uma estrutura para aproveitá-los. O projeto é baseado no modelo francês de apoio aos quadrinhos, do início dos anos 1980. Considerado um sucesso, ele ajudou também a desenvolver o mercado audiovisual naquele país, principalmente o nicho de animação. Uma das propostas do projeto é fomentar adaptações para os quadrinhos de grandes obras da literatura brasileira, para que sejam distribuídas nas escolas pelo Ministério da Educação.
 
Luciano Cunha é autor da HQ O Doutrinador, que ganhará adaptações para o cinema e para a televisão. As filmagens do longa-metragem, produzido pela Paris Entretenimento e com distribuição da Downtown Filmes, já foram iniciadas. A previsão é que o filme seja lançado em setembro deste ano. Criado em 2008, O Doutrinador narra a história de um vigilante brasileiro que persegue e pune políticos e empresários corruptos.
 
Rio2C
 
Pela manhã, o ministro esteve na coletiva de lançamento do Rio2C, maior evento de negócios da economia criativa no Hemisfério Sul.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura