Dia do Ministro

« Voltar

Ministro se reúne em São Paulo com Conselho da Cinemateca Brasileira

1.3.2018   
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, se reúne com representantes da Cinemateca Brasileira (Foto: Ronaldo Caldas / Ascom MinC)
 
 
O ministro Sérgio Sá Leitão participou nesta quinta-feira (1), em São Paulo, de reunião com representantes do Conselho da Cinemateca Brasileira e coordenadores do órgão, que integra a estrutura da Secretaria do Audiovisual (SAv) do Ministério da Cultura (MinC). Entre os temas da reunião, estiveram a preservação e digitalização de acervos, missão primordial da Cinemateca.
 
O ministro Sá Leitão informou aos presentes que o MinC está elaborando um conjunto de linhas de financiamento, via Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), exclusivas para isso. "Precisamos ter maneiras de digitalizar e preservar o que vem por aí e também resolver a questão do passivo de produções anteriores", afirmou. Um dos planos do MinC, adiantou o ministro, é que todos os projetos que recebam recursos do FSA tenham a obrigação de repassar à Cinemateca versões digitalizadas das obras.
 
Sá Leitão ressaltou que a digitalização das obras audiovisuais brasileiras pode representar importante fonte de recursos para a Cinemateca. "Nos Estados Unidos, há empresas que distribuem e comercializam filmes produzidos em Hollywood. Eu sonho em ter uma divisão na Cinemateca que faça o mesmo com os filmes brasileiros", destacou o ministro.

Fortalecimento do Conselho

Outro tema debatido foi o fortalecimento do Conselho da Cinemateca. "Precisamos ter um Conselho forte, atuante, com papel não apenas na definição de diretrizes, mas também na busca por apoio e na mobilização da sociedade para que haja apoio à Cinemateca", afirmou.
O presidente do Conselho da Cinemateca, o teórico e professor de cinema Ismail Xavier, também destacou a importância de reforçar a atuação do órgão. "Precisamos reativar o conselho, ampliar a relação com a Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC) e dar continuidade ao trabalho que a instituição vem realizando", afirmou.
 
Sá Leitão informou aos conselheiros que o MinC planeja colocar o Conselho da Cinemateca no decreto da estrutura do MinC, por meio de portaria. "E, na sequência, será possível criar um novo regimento interno de acordo com a nova realidade da instituição", afirmou.
 
Além do ministro Sérgio Sá Leitão, participaram da reunião o secretário do Audiovisual do MinC, João Batista Silva; a coordenadora-geral da Cinemateca Brasileira, Olga Futemma; a coordenadora do Centro de Documentação e Pesquisa, Gabriela de Sousa Queiroz; o coordenador de Difusão, Leandro Pardi; o coordenador de Preservação e Laboratório de Imagem e Som, Rodrigo Mercês; a coordenadora administrativa, Yara Iguchi; a assessora da coordenação-geral, Lígia Farias; a superintendente da Sociedade Amigos da Cinemateca, Cláudia Ciarrocchi Ferreiro; o presidente do Conselho da Cinemateca, Ismail Xavier; e os conselheiros Maria Dora Mourão, Carlos Augusto Calil, Ugo Giorgetti e Eduardo Morettin.

Sobre a Cinemateca

A Cinemateca Brasileira surgiu a partir da criação do Clube de Cinema de São Paulo, na década de 1940. Presente na estrutura do MinC desde 1984, é a mais antiga instituição de cinema do País. É também o centro nacional de informações cinematográficas e audiovisuais, responsável pelo registro, guarda, reparo e preservação da produção cinematográfica nacional.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura