Dia do Ministro

« Voltar

Patrimônio, editais e pirataria são pauta de reuniões do ministro da Cultura

 

27.3.2018 - 19:35
 
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, teve ampla agenda nesta terça-feira (27), em Brasília. A primeira atividade do dia foi uma reunião com uma comitiva do estado do Ceará, liderada pelo deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB). Entre os assuntos discutidos estiveram a criação do Museu do Crato e a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha, reconhecida em 2015 como patrimônio imaterial brasileiro. 
 
Em seguida, Sá Leitão recebeu o secretário de Patrimônio da União, Sidrack Correia. Em pauta, a cessão do prédio Docas de Dom Pedro II, no Rio de Janeiro, hoje ocupado pela ONG Ação da Cidadania. Projetado pelo engenheiro negro André Rebouças, em 1871, a construção poderá abrigar o Museu da Diáspora Africana, que será criado em memória dos milhares de africanos escravizados que desembarcaram no Cais do Valongo durante três séculos, e deverá ser administrado pela Secretaria de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro. Também participou do encontro a secretária de Articulação e Desenvolvimento Institucional (Sadi) do Ministério da Cultura (MinC), Magali Moura.
 
No fim da manhã, o ministro reuniu-se com o diretor do British Council no Brasil, Martin Dowle, de quem recebeu o convite para participar da 4ª Reunião Internacional de Cultura de Edimburgo, na Escócia. O evento será realizado em agosto, com a presença de dezenas de ministros da Cultura, artistas e produtores culturais de todo o planeta. Sá Leitão aceitou o convite. No encontro, o ministro e o diretor também expressaram a vontade de somar esforços na promoção de iniciativas culturais, como um projeto sobre desenvolvimento inclusivo e economia criativa que o British Council deverá lançar em junho. "É uma agenda que coincide com a nossa", destacou Sá Leitão.
 
No início da tarde, Sá Leitão esteve no gabinete do ministro substituto do Tribunal de Contas da União (TCU) Marcos Bemquerer para apresentar ações desenvolvidas durante sua gestão à frente do MinC. O ministro foi acompanhado de sua chefe de gabinete, Claudia Pedrozo, e da consultora jurídica do ministério, Clara Meneses. No encontro, o ministro citou o edital que será lançado nesta quinta-feira (29/3) para premiar 544 instituições culturais paulistas integrantes da nova rede estadual de pontos de cultura de São Paulo. O edital é resultado de uma negociação bem-sucedida do MinC com o Governo de São Paulo, que garantiu a repactuação do convênio previamente existente. "É a primeira das várias repactuações que faremos. Com isso, vamos liberar recursos que estavam presos". 
 
Sá Leitão também informou a Bemquerer que, desde sua posse, em julho de 2017, foram analisadas 2.500 prestações de contas da Lei Rouanet, reduzindo de 20 mil para 17,5 mil projetos executados cujas prestações de contas precisam ser aprovadas pela Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic) do MinC. "É a maior redução já feita nesse período de tempo", enfatizou. 
 
O ministro encontrou-se, ainda, com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, com quem foram discutidas medidas de combate à pirataria. Sá Leitão adiantou que pretende criar uma diretoria específica para lidar com o assunto. Ainda foram mencionadas possíveis ações de formação destinada a jovens da periferia do Rio de Janeiro, relacionadas ao tema "Economia Criativa". 
 
Ministro Sérgio Sá Leitão e comitiva do estado do Ceará (Foto: Acácio Pinheiro/Ascom MinC) Ministro Sá Leitão reúne-se com o secretário de Patrimônio da União, Sidrack Correia (Foto: Ronaldo Caldas/Ascom MinC)
   
Diretor do British Council no Brasil, Martin Dowle, e ministro Sérgio Sá Leitão (Foto: Acácio Pinheiro/Ascom MinC) Ministros Marcos Bemquerer e Sérgio Sá Leitão (Foto: Acácio Pinheiro/Ascom MinC)
   
 
Ministros Raul Jungmann e Sérgio Sá Leitão (Foto: Ronaldo Caldas/Ascom MinC)  
   
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura