Notícias III CNC

« Voltar

Encontro da Juventude começa a ser formulado

Com o objetivo de ampliar a participação dos jovens no debate sobre políticas públicas para o setor cultural, a III Conferência Nacional de Cultura (CNC) realizou no sábado (30), em Brasília, uma oficina para iniciar a formulação do primeiro Encontro Cultural da Juventude. Anunciado pela ministra da Cultura, Marta Suplicy, na última quarta-feira, 27, durante a cerimônia de abertura do evento, o encontro está previsto para o primeiro bimestre de 2014.

"Queremos estimular a juventude a produzir mais e melhor. Potencializar todo o talento da juventude brasileira", disse a ministra durante a solenidade.

Comandada pela pedagoga Marisa Greeb – referência em psicodrama no Brasil – com apoio pedagógico de Paloma Klisys, a oficina foi um grande exercício de sociopsicodrama, técnica que estimula a reação em grupo.

A ideia central do método é fazer com que a subjetividade seja exposta. Greeb provocou os participantes, buscando engajamento: "Quem entrou no papel de quem? É importante que saibamos que personagens vieram à tona". Com o exercício de inverter os papeis, no âmbito social, a profissional extraiu os ideais dos agentes culturais envolvidos com a CNC.

A conselheira Nacional de Políticas Culturais e representante da sociedade civil, Marly Cuesta Telles de Conti, 59 anos, participou da oficina e aprovou a dinâmica. "O jovem deve ter espaço para expressar seus anseios. Só assim o jovem se sentirá ator do desenvolvimento pessoal, econômico e local", disse, avaliando o Encontro da Juventude como fundamental para esse envolvimento.

Subjetividade exposta

O sociopsicodrama é uma metodologia de trabalho com grupos que orienta e estimula a participação, com resultados práticos já comprovados. Em 2001, Marisa Greeb desenvolveu essa mesma abordagem de articulação para elaborar um diagnóstico de gestão para a Prefeitura de São Paulo. O trabalho envolveu cerca de 10 mil paulistanos, com a realização de 153 oficinas simultâneas. A sociopsicodramista coordena esse tipo de mobilização desde o início da década de 1970. A técnica foi criada pelo austríaco Jacob Levi, no início do século passado.


(Texto: Renato Pena)


III Conferência Nacional de Cultura
27 de novembro a 1º de dezembro - Centro de Convenções Brasil 21 – Brasília/DF

Assessoria de Imprensa
Fone: (61) 2024-2268
E-mail: imprensacnc@cultura.gov.br