Notícias III CNC

« Voltar

Vale-Cultura será distribuído no início de 2014

Os primeiros cartões magnéticos do Vale-Cultura serão distribuídos no começo do ano que vem. O anúncio da disponibilização do benefício foi feito neste sábado (30), durante a III Conferência Nacional de Cultura, realizada em Brasília. De acordo com o Ministério da Cultura (MinC), até outubro desse ano, 16 operadoras foram credenciadas, 1050 empresas aderiram ao programa e 120 mil trabalhadores já estão contemplados, entre eles os bancários, que colocaram o Vale na convenção coletiva da categoria.

"Temos oficina mecânica com 12 funcionários, creche de Tabatinga com quatro funcionários. As pessoas estão tendo essa sensibilidade, porque sabem que o seu empregado, se tiver um Vale-Cultura, vai pensar dez vezes antes de sair do emprego e, mais que isso, vai trabalhar de outra forma", afirmou a ministra da Cultura, Marta Suplicy, durante a cerimônia de abertura da CNC, na quarta-feira (27).

O Vale-Cultura é um benefício que está na meta 26 do Plano Nacional de Cultura, e visa contemplar 42 milhões de trabalhadores brasileiros até 2020. No valor de R$ 50 mensais, o benefício possibilitará ao trabalhador de carteira assinada que recebe até cinco salários mínimos, ir ao teatro, cinema, museus, espetáculos, shows, circo ou até mesmo comprar ou alugar CDs, DVDs, livros, revistas e jornais.

Na III CNC foi bastante discutida e ressaltada a necessidade das empresas aderirem ao Vale-Cultura, pois, de acordo com dados de setembro de 2013 do MinC e Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), apenas 14% dos brasileiros frequentam cinema, 92% nunca foram ao museu e 7% viram um exposição de arte. Um estímulo para as empresas aderirem ao Vale-Cultura é que elas podem abater o valor do benefício dados aos funcionários no imposto de renda.

Segundo o secretário interino de Fomento e Incentivo à Cultura, Kléber Rocha, quem ganha ao aderir o Vale-Cultura é a empresa, pois o corpo funcional se sentirá valorizado. Além disso, a pessoa que tem acesso à cultura fica mais instruída, podendo levar mais conhecimento para a vivência no trabalho. "Esse interesse da empresa em oferecer o benefício cultural ao funcionário, mostra que a instituição é diferenciada", disse.

Desde 23 de setembro, as empresas já podem oferecer o benefício aos seus funcionários e as operadoras já podem se credenciar no sistema, disponível no site do Ministério da Cultura. Para isso, a empresa deverá indicar a operadora que deseja trabalhar, para que elas possam também habilitar os estabelecimentos que quiserem aceitar o Vale-Cultura.


(Texto: Jéssica Prado)


3ª Conferência Nacional de Cultura

Assessoria de Imprensa
Fone: (61) 2024-2268
E-mail: imprensacnc@cultura.gov.br