Entrevista com Zinho Trindade

12/2/2015

Durante a passagem da Caravana Cultura Viva por movimentos culturais da zona Sul da cidade de São Paulo, conversamos com o poeta e músico Zinho Trindade, que está gravando seu disco com apoio da Agência Popular de Fomento à Cultura Solano Trindade.

Zinho é bisneto do poeta brasileiro, folclorista, pintor, ator, teatrólogo e cineasta Solano Trindade.

Confira a conversa:

Mais do que ajudar na viabilização da gravação da sua obra, você diria que gravar seu disco aqui na Agência Solano Trindade, de forma tão colaborativa, influencia o seu processo criativo?

Eu acho que influencia, porque quando você vai escrever, compor uma música, passam várias coisas na sua cabeça, várias vivências, vários cotidianos e as minhas poesias e composições falam muito do povo, da luta.  Esse processo ajuda e faz parte. É uma matéria-prima. Ajuda no fortalecimento das ideias, então, quer dizer que muda sim. Quando a gente tem um contrato assinado com uma gravadora, a gente não tem total liberdade de colocar o que você quer. Sempre tem um "isso aqui eu não acho legal". Quando você sabe que estão te ajudando a fazer seu trabalho e estão te dando a liberdade pra poder falar tudo o que você quer dizer, isso é muito importante.

Além de gravar seu disco com apoio da agência Solano Trindade, seu pai, Vitor Trindade, também fez um disco aqui, do qual você participou, correto?

Sim. O disco se chama Ossé e acabou de sair do forno. Foi um processo longo de um ano e são as poesias do Solano que meu pai musicou. Ficou em família.

A Agência Popular Solano Trindade é um empreendimento cultural que vem sendo construído por jovens que possuem ações culturais na zona sul de São Paulo e  tem como  proposta o fomento e o  fortalecimento  da  economia da cultura criativa, por meio do incentivo a produção e difusão da cultura popular,  criando formas de organização que possibilite a sustentabilidade e a autoprodução de ações culturais.