Notícias em destaque

MinC estimula universidades e institutos federais a desenvolverem planos de cultura

Acesso rápido

 Inscrições prorrogadas até 23 de março de 2015
O formulário de incrição deve ser preenchido e enviado, via Sedex, com toda a documentação solicitada no edital, para o endereço:
Ministério da Cultura (MinC)
Secretaria de Políticas Culturais (SPC)
Edital – Mais Cultura nas Universidades
Quadra 09, Lote C, Torre B, 10º andar – Edifício Parque Cidade Corporate
CEP: 70308.200 – Brasília (DF)
Marta Suplicy e representantes de secretarias do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação lançaram edital que destinará R$ 20 milhões para universidades e institutos federais. (Foto de Elisabete Alves) 
Atualizado 19.12.2014
 
De 8 de outubro a 23 de março de 2015, universidades federais e institutos federais de educação, ciência e tecnologia poderão se inscrever no edital Mais Cultura nas Universidades, que destinará R$ 20 milhões para a realização de projetos que desenvolvam e fortaleçam a arte e cultura brasileiras, com ênfase na inclusão social e no respeito e reconhecimento da diversidade cultural. O programa, lançado nesta quarta-feira, é uma parceria entre os ministérios da Cultura (MinC) e da Educação (MEC). Cada instituição contemplada receberá entre R$ 500 mil e R$ 1,5 milhão.
 
"Este projeto vai enriquecer a vida cultural dos estudantes das universidades e institutos federais de educação", destaca a ministra da Cultura, Marta Suplicy. "Vamos dar uma injeção para que vários projetos culturais possam ser realizados. E também a reforma dos equipamentos culturais, que normalmente são os mais sofridos dentro das universidades", completa a ministra.
 
Para o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller, um dos diferenciais do edital é a possibilidade de as universidades e os institutos federais firmarem parceria entre si e com instituições, empresas ou pessoas físicas, como centros de ensino, universidades estaduais e municipais, gestores e produtores culturais, Pontos de Cultura, comunidades locais e tradicionais e movimentos sociais, entre outros. "Isso possibilita a apresentação de projetos mais robustos, que podem ser, inclusive, regionais", afirma. 
 
O professor José da Costa Filho, vice-reitor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e representante da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), destacou a participação das universidades e institutos federais na elaboração do edital. "Nossas opiniões e sugestões foram muito bem acolhidas pelo MinC e pelo MEC", ressalta. "Nossa expectativa é de que o projeto se amplie, amadureça e as universidades federais respondam com projetos fortes e animadores", completa.
 
O secretário de Políticas Culturais do MinC, Américo Córdula, afirma que havia uma expectativa grande das universidades e institutos federais em relação ao lançamento de um programa nos moldes do Mais Cultura nas Universidades. "Com este edital, voltada ao ensino superior, o Mais Cultura nas Escolas, que criamos para atender escolas de ensino médio e básico, e o edital ´Escola: lugar de brincadeira, cultura e diversidade´, que lançamos hoje e é voltado à educação infantil, estamos contemplando todos os níveis de ensino", observa.

Planos de Cultura

As instituições interessadas em participar do edital deverão elaborar um plano de cultura que contemple objetivos, ações e metas para um período de 12 a 24 meses. Os planos devem enquadrar-se em um dos seguintes eixos temáticos: Educação Básica; Arte, Comunicação, Cultura das Mídias e Audiovisual; Arte e Cultura Digitais; Diversidade Artístico-Cultural; Produção e Difusão das Artes e Linguagens; Economia Criativa, Empreendedorismo Artístico e Inovação Cultural; Arte e Cultura: Formação, Pesquisa, Extensão e Inovação; e Memória, Museus e Patrimônio Artístico-Cultural.
 
Entre as atividades que poderão ser apoiadas pelo Mais Cultura nas Universidades estão o apoio a atividades culturais em escolas públicas, a criação e o fomento de rádios e tevês universitárias, a produção de festivais culturais universitários, a criação de grupos de pesquisa e de novos cursos de pós-graduação em temas ligados à cultura, a criação de museus para preservação da história das universidades e a reestruturação e compra de equipamentos para espaços de ensino e pesquisa já existentes.
 
Os planos de cultura inscritos serão selecionados por um comitê técnico formado por representantes da Secretaria de Políticas Culturais (SPC) do MinC, das secretarias de Educação Superior (SESu) e de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif).
 
Também participaram do lançamento do edital, por parte do MinC, os secretários do Audiovisual, Mario Borgneth, e de Fomento e Incentivo à Cultura, Ivan Domingues, e o diretor da Cidadania e da Diversidade Cultural, Pedro Vasconcellos. Pelo MEC, o diretor de Políticas e Programas de Graduação da Sesu, Dilvo Ristoffi, e o representante da Secretaria de Ensino Tecnológico, Rafael Almada. Pelas universidades, o reitor da Universidade de Brasília (UnB), Ivan Camargo, o coordenador de Cultura do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, Rogério Santos, e a representante do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras (Forproex).
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura