Notícias em destaque

Caminhão-Museu Sentimentos da Terra terá apoio do MinC

16.02.2016 – 17:25   
 
Histórias e personagens do cangaço, da Guerra de Canudos, de terras indígenas e de latifúndios são alguns dos principais componentes dos vídeos, livros, documentos e fotos que compõem as exposições do Caminhão-Museu Sentimentos da Terra, museu itinerante em circulação desde março de 2013. 
 
O projeto foi criado por meio de uma parceria entre o Projeto República e o Ministério do Desenvolvimento Agrário. O Projeto República é desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisa, Documentação e Memória da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).
 
Na tarde desta terça-feira, 16, a professora Heloísa Starling, coordenadora do projeto, se reuniu com o ministro Juca Ferreira para pedir apoio para dar continuidade ao projeto. Participaram do encontro a secretária de Educação e Formação Artística e Cultural do Ministério (Sefac), Juana Nunes, e os representantes do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) Marcos Mantoan e Eneida Braga. 
 
Na avaliação do ministro, existe um déficit na preservação da cultura e da memória da área rural brasileira. "Ela foi devastada ao longo do processo de urbanização", destacou.  Em função disso, o Ministério da Cultura se comprometeu a atender o pedido de apoio para a realização da próxima viagem, que será pelos estados de Minas Gerais e Bahia. Dessa forma, será realizada nova reunião no início de março para definir o roteiro da viagem e os detalhes da parceria com escolas e pontos de memória dos locais por onde o museu itinerante passará. 
 
A ideia é que a passagem do caminhão pelas cidades seja precedida de atividades nas escolas e universidades para despertar nas populações visitadas, em especial nos estudantes, o interesse pelo conhecimento sobre a história rural do país.
 
"Podemos envolver MEC, Incra e MDA. Não quero que o caminhão seja um ‘ovni', mas um potencializador de processos por onde for", acrescentou o ministro.
 
Caminhão-Museu 
 
Fotos de viagens realizadas pelo Caminhão-Museu (Fotos Internas: Projeto República/Divulgação. Foto da Capa: Acácio Pinheiro - Ascom/MinC)
As exposições e oficinas do caminhão são conduzidas por estudantes e estagiários da UFMG. Ao se abrir, a estrutura do caminhão estacionado se transforma em um palco e em salas de cinema, onde são apresentados documentários narrados por artistas brasileiros como Chico Buarque, Gilberto Gil e Regina Casé.
 
Nesses dois anos de atividades, foram realizadas 23 turnês, em 16 cidades de oito estados como Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Mossoró (RN) e Marabá (PA) e São Paulo (SP), num total de mais de 26 mil visitantes. 
 
As cidades interessadas em solicitar a visita do caminhão podem procurar pelo Projeto República pelo telefone (31) 3409-6498 ou no endereço de e-mail sentimentosdaterra@gmail.com para mais informações. 
 
 
Camila Campanerut
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura