Minas Gerais debate Cultura para os próximos 10 anos

24.2.2016 - 14:33  

Acesso rápido

Primeiro encontro do Fórum ocorreu nessa segunda-feira (22) em Ouro Preto (Foto: Ricardo Barbosa/ALMG)
 
Para onde vai a cultura em Minas Gerais nos próximos dez anos? Com o objetivo de responder a esta questão, gestores públicos, artistas, fazedores de cultura, parlamentares e acadêmicos se reúnem, desde a última segunda-feira (22), em cidades no interior do estado. 
 
Os encontros regionais para debater o Plano Estadual de Cultura em Minas Gerais seguem até 10 de maio e fazem parte do Fórum Técnico Plano Estadual de Cultura. A iniciativa é da Assembleia Legislativa do estado.
 
"A importância de promover esses encontros é democratizar a discussão, quanto mais gente participar, melhor é. Isso torna o plano mais democrático", avalia Guilardo Veloso, chefe da representação do MinC/MG. Veloso explica que o que mais tem sido cobrado pelos participantes são maior apoio a Pontos de Cultura do estado e formas mais democráticas de financiamento à Cultura.
 
O primeiro debate ocorreu na última segunda-feira (22), em Ouro Preto. Em cada localidade, será realizada palestra para explicar e contextualizar os processos de construção do Plano Estadual de Cultura. Na sequência, os participantes se dividirão em três grupos de trabalho, com os temas Garantia de direitos culturais, Sistema Estadual de Cultura e Sistema de financiamento à cultura.
 
Durante os encontros, também será debatido documento com 233 propostas que fazem parte do Projeto de Lei nº 2.805, de 2015, que estabelece o Plano Estadual de Cultura em Minas Gerais. Durante esses encontros regionais, cada grupo de trabalho poderá apresentar, no máximo, 35 novas sugestões. Em cada cidade onde o evento será realizado, serão eleitos 12 delegados que atuarão na plenária final do fórum, marcada para 8 a 10 de junho. 
 
Além disso, durante a plenária final, os participantes irão aprovar e priorizar propostas que subsidiarão a análise do Plano Estadual de Cultura pelos deputados estaduais mineiros. O documento de propostas será, então, entregue à presidência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
 
A plenária contará com palestras e atividades dos grupos de trabalho. Ao final, serão eleitos os integrantes da Comissão de Representação, encarregada de acompanhar os desdobramentos do fórum técnico. Essa comissão será formada por 18 pessoas, sendo 12 da sociedade civil e seis do poder público.
 

Cronograma dos encontros

Cidades com inscrições abertas:
 
Araxá (Triângulo Mineiro Sul/Noroeste)
Data do evento: 29/2/16
Inscrições on-line: até 26/2/16 (até as 15 horas)
 
Paracatu (Noroeste)
Data do evento: 8/3/16
Inscrições on-line: até 4/3/16 (até as 15 horas)
 
Cidades com inscrições ainda não iniciadas:
 
Divinópolis (Oeste/Vertentes)
Data do evento: 14/3/16
 
Governador Valadares (Rio Doce/Vale do Aço)
Data: 29/3/16
 
Montes Claros (Norte)
Data: 4/4/16
 
Araçuaí (Médio e Baixo Jequitinhonha/Mucuri)
Data: 11/4/16
 
Alfenas (Sul/Sudoeste)
Data: 18/4/16
 
Uberlândia (Triângulo Mineiro Norte)
Data: 26/4/16
 
Cataguases (Mata/Caparaó/Vertentes)
Data: 2/5/16
 
Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH)
Data: 9/5/16 
 
Januária (Alto Jequitinhonha/Central/Mucuri)
Data: 16 ou 17/5/16 (previsão)
 
 
Cecília Coelho
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura