Seminário debate acessibilidade em bibliotecas públicas

29.2.2015 - 13:54 - Atualizado em 1.3.2016, às 8:47
 
O Ministério da Cultura (MinC), por meio do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) da Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB), e a ONG Mais Diferenças promovem, nos dias 1º e 2 de março, em São Paulo, o Seminário Internacional de Acessibilidade em Bibliotecas Públicas.
 
Com base no conceito biblioteca para todos, o evento reunirá gestores públicos, profissionais e especialistas de todo o Brasil, além de conferencistas internacionais, para discutir temas como políticas de livro, leitura, literatura e biblioteca em uma perspectiva acessível e inclusiva; a formação dos bibliotecários; os desafios para a realização de programações acessíveis em bibliotecas; e formatos de mediação de leitura acessível e inclusiva, com exercícios e experimentações. 
 
A maioria das bibliotecas públicas brasileiras ainda não conta com condições adequadas de acessibilidade arquitetônica, nem com acervos em formatos acessíveis e programações acessíveis e inclusivas, ou seja, que contenham recursos de acessibilidade, tais como audiodescrição e presença de intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais). "Certamente, isso contribui muito para a baixa presença de usuários com deficiência nesses equipamentos públicos", afirma a coordenadora-geral do SNBP, Veridiana Negrini.
 
A coordenadora destaca a necessidade de se reconhecer que um importante trabalho vem sendo realizado por bibliotecas que estruturaram setores Braille. "De toda forma, alguns desafios permanecem, como estender o atendimento a usuários com outros tipos de deficiência – tais como intelectual e auditiva – ao mesmo tempo em que é fundamental que o atendimento aos usuários com deficiência visual não ocorra de forma segregada, em espaços e programações que não incluam os outros usuários das bibliotecas, sendo assim uma verdadeira biblioteca para todos", afirma. 
 
O seminário é parte do projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas, parceria entre o MinC e a ONG Mais Diferenças, que atua há uma década com educação e cultura inclusivas. O projeto já está em andamento há dois anos e desenvolve atividade em 10 bibliotecas, sendo duas por região do Brasil. O objetivo é equipar e qualificar o acervo e as equipes desses locais para que possam replicar esses conhecimentos em outras bibliotecas pelo Brasil afora. 
 
Além das mesas de debate, foram convidados para fazer conferências o escritor Marcelo Rubens Paiva, a contadora de história e professora da USP Regina Machado; a coordenadora-geral da Mais Diferenças, Carla Mauch, e o filósofo, escritor e professor da Universidade de Barcelona Jorge Larrosa. 
 
Confira a programação:
 
1º de março
 
Credenciamento (8h)
 
Abertura (9h - 10h)
Volnei Canônica (diretor de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas - DLLLB/MinC)
Alisson Barboza Azevedo (assessor da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência - SNPD do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos)
Marianne Pinotti (secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de São Paulo - SMPED)
Representante do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade)*
Carla Mauch (coordenadora-geral do Mais Diferenças)
 
Café (10h – 10h15)
 
Mesa 1 – Políticas de Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca em uma Perspectiva Acessível e Inclusiva (10h15 – 12h45)
Veridiana Negrini (coordenadora do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas - SNBP/DLLLB/MinC)
Nabil Bonduki (secretário municipal de Cultura de São Paulo)*
José Castilho Marques Neto (secretário-executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL)
Alexandra Costa (diretora de Incentivo à Cultura da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura/Sefic/MinC)
Eugenia Gonzaga (procuradora regional da República do Ministério Público Federal e integrante do GT Inclusão para Pessoas com Deficiência da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão)
Mediação: Wagner Santana (coordenador técnico do Projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas)
 
Almoço (12h45 – 14h30)
 
Mesa 2 – A Formação do Bibliotecário e a Biblioteca para Todos: a Acessibilidade em Questão (14h30 – 16h)
Adriana Ferrari (presidente da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições - Febab)
Raimundo Martins de Lima (presidente do Conselho Federal de Biblioteconomia)
Martin Grossmann (diretor do Instituto de Estudos Avançados/IEA-USP e professor da Escola de Comunicação e Artes/ECA-USP)
Mediação: Elisa Machado (professora do Departamento de Estudos e Processos Biblioteconômicos e do Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia da Unirio)
 
Café (16h – 16h15)
 
Conferência (16h15 – 17h30)
Marcelo Rubens Paiva (escritor, dramaturgo e jornalista)
 
Contação de História Inclusiva (17h30 – 18h15)
Regina Machado (contadora de História e professora da ECA-USP)
 
2 de março
 
Mesa 3 – Desafios para a Realização de Programações Acessíveis em Bibliotecas (8h30 – 10h)
Miro Nalles (coordenador da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas de São Paulo)
Maria de Lourdes López López (vice-presidente do Programa Ibero-americano de Bibliotecas Públicas – Iberbibliotecas)
Representantes das bibliotecas participantes do Projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas
Mediação – Naziberto Lopes de Oliveira (coordenador do Movimento pelo Livro e Leitura Acessíveis no Brasil - Molla)
 
Café (10h – 10h15)
 
Conferência – Leitura e Inclusão: Narrativas e Desdobramentos (10h15 – 12h)
Carla Mauch (coordenadora-geral da Mais Diferenças)
 
Almoço (12h – 13h30)
 
Mesa 4 – Mediação de Leitura Acessível e Inclusiva: Exercícios e Experimentações (13h30 – 14h30)
Laboratório Mais Diferenças de Pesquisa, Pensamento, Experimentação e Publicação
 
Conferência Para além do acesso: 10 notas para uma ideia de biblioteca pública inclusiva que seja realmente biblioteca, realmente pública e realmente inclusiva (14h30 – 16h)
Jorge Larrosa (filósofo, escritor e professor da Universidade de Barcelona)
Mediação: Cyntia Bicalho Uchôa (coordenador-geral de Cooperação e Assuntos Bilaterais da Diretoria de Relações Internacionais do Ministério da Cultura-DRI/MinC)*
 
Encerramento (16h – 16h30)
 
Café (16h30 – 17h30)
 
(*) Nomes sujeitos a eventuais alterações
 
Serviço
Seminário Internacional de Acessibilidade em Bibliotecas Públicas
São Paulo, 1 e 2 de março de 2016
Local: Auditório István Jancsó / Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin
Rua da Biblioteca, s/n, Cidade Universitária
 
Camila Campanerut
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura