Gestores municipais de cultura estão reunidos em Brasília

02.03.2016 – 12:37  
Eduardo Mattedi fala aos gestores municipais sobre as mudanças da linha de atuação do MinC (Foto: Acácio Pinheiro)
 
 
A construção de políticas culturais nos municípios, o fomento para essas iniciativas e a organização de gestores municipais pautam, nesta quarta-feira (2), em Brasília, os debates do II Encontro Nacional de Gestores Municipais de Cultura. O evento é promovido pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela Associação Brasileira de Municípios (ABM).
 
A primeira mesa do evento teve início às 9h30 e tratou do Sistema Nacional de Cultura e da construção das políticas culturais nos municípios com a participação de Marcos Cordiolli, presidente da Fundação Cultural de Curitiba/PR, Eduardo Mattedi, diretor do Sistema Nacional de Cultura e Programas Integrados do MinC, e  Marília Tavares, assessora técnica em Cultura da Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (Amam).
 
O representante do MinC, Eduardo Mattedi, explicou que, na última década, o Ministério teve que mudou sua linha de atuação. "O MinC saiu de uma situação de bureau de apoio a artistas com uma visão restrita da Cultura para uma visão estruturada de política pública que desse conta das dimensões sociais, simbólicas e econômicas da Cultura".
 
Mattedi ressaltou ainda o desafio de fazer com que os três níveis da Federação tenham a capacidade de concertação em torno de objetivos e metas culturais. O diretor citou alguns mecanismos já existentes para isso, como o plano nacional de cultura, a qualificação da gestão cultural e a promoção de oficinas, consideradas fundamentais para a implementação dos planos municipais de cultura.
 
Outro ponto importante abordado pelo diretor foi o anúncio da nova plataforma do Sistema Nacional de Cultura(SNC), que deverá ser lançada até maio e trará um mapa cultural do país, permitindo que todos os cidadãos tenham acesso aos dados culturais. "É importante para que o Sistema se veja, busque casos de sucesso e  tenha mais articulação", disse.
 
O president da ABM, Eduardo Tadeu Pereira, foi enfático ao afirmar que só é possivel haver um Sistema Nacional de Cultura se ele incluir os municípios e "se ele chegar lá na ponta". "Temos que nos articular, construir um forum e uma rede de gestores municipais de cultura focada nos pequenos e médios municípios para conseguir nos articular e aumentar a capacidade de diálogo com MinC", pontuou.
 
Encontro
 
O evento busca debater, ao longo do dia, entre outros temas, os avanços e desafios enfrentados para a implantação dos sistemas municipais de cultura. O encontro segue à tarde com mais duas mesas de debate: pacto federativo e o financiamento das políticas cuturais e organização de gestores municipais.
 
A primeira edição do encontro foi realizada em dezembro de 2014 e contou com a participação de gestores municipais de cultura de todo o Brasil. O evento resultou na elaboração da Carta de Brasília para a Cultura, na qual os participantes reivindicaram o apoio dos três níveis de governo para fortalecer as políticas culturais.
 
Leia mais:
Cecilia Coelho
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura