Missão à Europa amplia debate sobre acervos digitais e sistemas de informação da cultura

13.4.2016 - 13:34  
Equipe brasileira em reunião na Biblioteca Britânica (Foto: SPC/MinC)
 
 
De 4 e 8 de abril, uma missão brasileira formada por seis representantes do Ministério da Cultura (MinC) realizou reuniões e visitas técnicas em Lisboa (Portugal), Londres (Reino Unido) e Amsterdã (Holanda), dentro do Projeto Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil 2015-2016. 
 
Em Portugal, a comitiva realizou uma agenda ampla, envolvendo reuniões com representantes do Ministério da Cultura, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) e de instituições públicas e privadas que atuam nas áreas de sistemas de informação e acervos digitais de cultura. 
 
Na área de estatísticas culturais, a missão brasileira conheceu o trabalho que o Ministério da Cultura de Portugal desenvolve em torno da Conta Satélite da Cultura, que aponta a dimensão econômica do setor no país. Outro ponto de interesse na missão foi a aproximação entre ciência, tecnologia e cultura realizada pelo MCTES, que também foca em áreas como memória e patrimônio cultural. 
 
Já em Londres, o objetivo da missão foi conhecer a expertise de instituições que atuam em curadoria digital, digitalização de acervos culturais e científicos, além de sistemas de informação nas áreas de museus, arquivos, bibliotecas e cinematecas. 
 
A Biblioteca Britânica, por exemplo, é destaque nos processos de engajamento de usuários no enriquecimento dos conteúdos que estão disponíveis on-line, além do trabalho em larga escala para a digitalização de conteúdos, a busca de fundos de apoio e discussões sobre direitos autorais e ampliação do acesso. 
 
Holanda
 
A agenda em Amsterdã foi um desdobramento de uma primeira missão à Holanda, realizada em novembro de 2015. Foram retomadas conversas com instituições como o Arquivo Nacional da Holanda e a Rede Europeana. O principal foco das reuniões foram modelos de infraestrutura de hospedagem para acervos digitais de instituições culturais. 
 
"A cooperação com a União Europeia abre oportunidades interessantes de troca de experiências. Para nós, foi importante aprofundar os diálogos no âmbito das questões técnicas e dos modelos institucionais para o patrimônio cultural digital", destaca o coordenador-geral de Cultura Digital da Secretaria de Políticas Culturais do MinC, José Murilo Costa. "Para nós, também interessam as experiências de reuso das coleções disponibilizadas digitalmente, o que pode impulsionar novas atividades no campo da economia criativa". 
 
Em junho deste ano, como contrapartida do projeto, o MinC realizará o Seminário Internacional Sistemas de Informação e Acervos Digitais da Cultura, no qual serão apresentados os resultados da ação junto ao projeto Diálogos Setoriais, além de promover conferências, minicursos e maratonas hackers, com o intuito de atualizar o panorama das discussões nos dois campos e reforçar a importância de tais agendas no âmbito do Ministério da Cultura. 
 
Secretaria de Políticas Culturais
Ministério da Cultura