Reunião na Cinemateca Brasileira dá largada para o Micsul 2018

 

16.03.2017 - 8:44  
Reunião do comitê executivo do Micsul 2018 foi realizada na Cinemateca, em São Paulo (Foto: Divlgação)
 
 
Um dos maiores eventos culturais da América do Sul começou a ser desenhado nesta quarta-feira (15), em encontro na Cinemateca Brasileira, em São Paulo (SP). O Comitê Executivo do Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsul) esteve reunido para iniciar os preparativos para a edição que será realizada no primeiro semestre do próximo ano, na capital paulista.
 
O Micsul tem por objetivo criar e consolidar uma plataforma para o conhecimento, a difusão, a promoção, a circulação e a comercialização dos bens e serviços gerados pelas indústrias culturais e criativas da região. A primeira edição ocorreu em 2014, em Mar del Plata (Argentina). Em 2016, o evento foi realizado em Bogotá (Colômbia). 
 
Representando o ministro da Cultura, Roberto Freire, participaram do encontro o secretário executivo do MinC, João Batista de Andrade; o secretário de Articulação e Desenvolvimento Institucional, Adão Cândido; a secretária do Audiovisual, Mariana Ribas; o secretário de Economia da Cultura, Mansur Bassit; o diretor do Departamento de Promoção Internacional do ministério, Adam Muniz; e a diretora do Departamento de Estratégia Produtiva, Ana Letícia Fialho.
 
Também estiveram presentes na abertura da reunião o secretário da Cultura do Estado de São Paulo, José Roberto Sadek, e a coordenadora-geral da Cinemateca, Olga Futemma. O evento ainda contou com a participação de representantes dos ministérios da Cultura de diversos países do continente, entre os quais Argentina, Colômbia, Chile, Paraguai, Peru, Equador e Uruguai. 
 
Em seu pronunciamento na abertura do encontro, João Batista de Andrade destacou a escolha de São Paulo como a cidade-sede da próxima edição do Micsul. "Foi uma escolha pessoal do próprio ministro Roberto Freire. É uma cidade que tem todos os recursos e um volume de negócios do turismo que é o maior do Brasil", apontou. "O Micsul certamente será um grande evento no ano que vem. Estamos aqui reunidos para abrir o processo de preparação." 
 
O secretário-executivo do MinC deu ênfase às parcerias entre os organizadores do evento, a Prefeitura de São Paulo e o Governo do Estado. "É muito importante contar com as parcerias do estado e do município. A cultura é um dos setores com maior repercussão na oferta de trabalho", afirmou. "Desejamos, no Micsul 2018, fazer um trabalho tão bom quanto fizeram os nossos amigos e irmãos argentinos e colombianos nas duas primeiras edições", concluiu. 

Visita técnica e sessões de trabalho
 
Após a cerimônia de abertura, os participantes fizeram uma visita ao Parque Ibirapuera, um dos principais cartões-postais de São Paulo, onde acontecerá o Micsul 2018. O evento está programado para o Pavilhão Cicillo Matarazzo. A abertura será realizada no Auditório Oscar Niemeyer, também localizado no parque. 
 
No período da tarde, o Comitê Executivo do Micsul deu início às sessões de trabalho conduzidas pelo secretário de Articulação e Desenvolvimento Institucional do MinC, Adão Cândido. "O Micsul tem a enorme importância de nos abrir as portas para o mercado sul-americano, que é muito relevante para o Brasil. O evento será uma grande oportunidade para empreendedores criativos brasileiros buscarem novos negócios e apresentarem o que fazem de melhor", destacou o secretário.
 
Adriana Gonzalez, coordenadora do Grupo de Empreendimento Cultural do Ministério da Cultura da Colômbia, fez um balanço da última edição do evento. Na sequência, foi apresentado um estudo de avaliação realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) junto à delegação brasileira que compareceu ao Micsul 2016. 
 
A segunda parte da reunião teve como foco o projeto do Micsul 2018, com a apresentação da proposta conceitual e o perfil dos setores envolvidos. Segundo o diretor do Departamento de Promoção Internacional do MinC, Adam Muniz, "o evento, em todos os seus aspectos, será permeado pela economia criativa". A expectativa é de que 4 mil a 10 mil pessoas participem do Micsul 2018 em cada um dos quatro dias de duração do encontro. 
 
A reunião do Comitê Executivo do Micsul prossegue nesta quinta-feira (16), novamente na Cinemateca. Devem ser detalhados a agenda paralela de eventos (com encontros multilaterais, shows e desfiles de moda) e o plano de comunicação. Também será discutido o Micsul 2020 e a data do próximo encontro do comitê.
 
Texto e foto: Fábio Matos
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura