Pontos de cultura pernambucanos promovem intercâmbio cultural

 
 
9.10.2017 - 16:06  
 
 
Xaxado, cinema de animação e brincadeiras de boi. Essas são algumas das oficinas gratuitas e abertas ao público que serão realizadas até dezembro por Pontos de Cultura em Pernambuco.  A iniciativa faz parte do Projeto Conexão Pernambuco, premiado pelo edital Cultura de Redes, lançado pelo Ministério da Cultura (MinC) em 2015 com o objetivo de fomentar, desenvolver e criar redes relacionadas ao setor cultural em todo o Brasil. 
 
O projeto busca promover o intercâmbio de atividades culturais, estimular o diálogo e fortalecer a rede de Pontos de Cultura do estado, que vai do litoral ao sertão. A ação conta com a participação dos Pontos de Cultura Estrela de Ouro (Aliança), Coco de Umbigada (Olinda), Boi da Macuca (Garanhuns), Cinema de Animação (Gravatá), Boi Tira Teimoso (Caruaru), Poço Cumprido (Vicência), Cabras de Lampião (Serra Talhada), Bacamarte Tiro da Paz (Cabo de Santo Agostinho), Produtora Colaborativa.PE (Recife) e Associação Mestres de Pernambuco (Glória de Goitá).
 
"Esses Pontos têm história e tradição", explica Tiago Delácio, coordenador do Ponto de Cultura Cinema de Animação, de Gravatá (PE). "Esse edital veio fortalecer e retomar a conexão entre eles. O maior benefício é mostrar que a Cultura não é algo isolada. Ao interagir, você abre oportunidades. Às vezes, ficamos muito isolados em nossa região", completa. 
 
Segundo o produtor do projeto Conexão Pernambuco, Rafael Buda, a ideia é que cada Ponto de Cultura promova uma oficina sobre sua atividade pessoal, realizada fora de sua sede, em outro município. "Haverá, por exemplo, oficina de cinema e animação, de brincadeiras do boi, de mamulengos, de xaxado, de museologia e patrimônio e cultura digital. São facetas diversas da nossa cultura, é um conjunto de saberes que serão trocados", afirma. 
 
Rafael informa que será realizado, em fevereiro, um debate de dois dias com todos os Pontos de Cultura envolvidos. A expectativa é que seja lançado, durante o evento, um site colaborativo para essa rede.  "É de fundamental importância que o MinC continue a ter editais e investimentos em iniciativas como essa. Sem o aporte do MinC, não seria possível realizar esse projeto", ponderou. 
 
As datas das oficinas serão anunciadas na página do projeto do facebook. Acompanhe
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura