Mapas culturais: o caminho na palma da mão

11.05.2016 – 18:59  

Acesso rápido

 
 
Um aplicativo que permite que qualquer pessoa encontre informações sobre eventos e espaços culturais do setor público e da sociedade civil. Esse é o conceito do aplicativo para celulares Mapas Culturais, resultado de uma parceria entre o Ministério da Cultura (MinC), Prefeitura de São Paulo e Instituto TIM. Além dos dados do SNIIC, a ferramenta já oferece roteiros de estados e municípios que possuem instalações próprias do software livre Mapas Culturais (sistema base do SNIIC), mas há ideia de que seja expandido para todo o Brasil nos próximos meses. 
 
Na ferramenta, o usuário encontra um menu para selecionar qual base de dados será visualizada. Ao selecionar as opções de municípios ou estados, encontrará a agenda que secretarias e  fundações de cultura estão alimentando, com a colaboração da sociedade.  Ao selecionar o SNIIC, consegue buscar, entre as informações, atividades relacionados aos mais de 6 mil bibliotecas e museus de todo o Brasil ou da Rede Cultura Viva. 
 
Para  o secretário de Políticas Culturais do MinC, Guilherme Varella, os  Mapas Culturais são um importante passo para disponibilizar tecnologias que qualifiquem a gestão da informação cultural. "Vamos oferecer, a  partir de junho, um pacote de soluções para os estados e municípios que aderiram ao Sistema Nacional de Cultura (SNC). Esse pacote inclui uma plataforma de  mapeamento, este aplicativo do celular e um site de programação cultural. Por se tratar de um software livre, os estados e municípios que já possuem seus próprios sistemas também poderão personalizar o aplicativo", adianta  Varella. 
 
Para  o coordenador-geral de Monitoramento de Informações da Secretaria de  Políticas Culturais, Leonardo Germani, a iniciativa potencializa os  mapeamentos do setor cultural. "Entendemos que um cadastro, para ser vivo, tem que ter utilidade. A comunicação e a divulgação de espaços e eventos é um grande incentivo para que as pessoas utilizem essa plataforma", observa Germani.
 
Desenvolvido  pelo Instituto TIM, o aplicativo do Mapas Culturais foi usado pela primeira vez na  Virada Cultural de São Paulo de 2015. Após o evento, foi aprimorado para que pudesse se integrar ao SNIIC e a qualquer estado ou município. 
 
Para mais informações sobre a utilização da plataforma Mapas Culturais pelo MinC:  clique aqui
 
Para mais informaçoes sobre a oferta de infraestrutura a estados e municípios: clique aqui
 

Sobre o Mapas Culturais

 
O software livre para mapeamento colaborativo e gestão cultural foi lançado em 2013, tendo como primeiro parceiro do setor público a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Na sequência, outros estados e municípios aderiram: municípios de Blumenau, São José dos Campos, João Pessoa, Sobral, São Paulo, Belo Horizonte e estados de São Paulo, Tocantins, Ceará, Mato Grosso e Rio Grande do Sul. Em 2015, o SNIIC também adotou o software como base do sistema e desde então, uma série de melhorias tem sido desenvolvidas para que o Ministério da Cultura ofereça a solução a todos os municípios e estados brasileiros. 
 

Serviço:

 
Link para download do aplicativo para Android (Versões para iPhone e Windows phone serão publicadas em breve)
 
 
 
 
Secretaria de Políticas Culturais
Ministério da Cultura