Ordem do Mérito Cultural 2011

Os ritmos do Maracatu e do Frevo deram o tom da cerimônia de entrega da Ordem do Mérito Cultural 2011, realizada nesta quarta-feira (09), às 20h, no Teatro Santa Isabel, em Recife. Com a presença da ministra da Cultura Ana de Hollanda, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos e do prefeito de Recife, João da Costa, e tendo como mestre da cerimônia a atriz Denise Fraga, o evento começou com os batuques do Maracatu Piaba de Ouro, que "invadiu" o teatro com suas cores e movimentos.

Antes da entrega da OMC, a maior honraria do governo federal concedida aos artistas brasileiros e que este ano homenageia a escritora e jornalista Patrícia Galvão - Pagu, a Orquestra Cidadã dos Meninos do Coque subiu ao palco para a execução do Hino Nacional. A ministra da Cultura, também condecorada com a Ordem do Mérito Cultural na categoria Chanceler conforme estabelece Decreto nº 1.711/95, justificou a escolha, pela primeira vez, de uma capital da região Nordeste para a realização da cerimônia de entrega da OMC aos 51 agraciados neste ano.

"A escolha de Pernambuco aviva a visão descentralizadora do Ministério da Cultura, que reconhece, acredita e investe na multiplicidade cultural brasileira", afirmou em seu discurso. A ministra Ana lembrou que "não é mais possível que a criação cultural brasileira prossiga vivendo na dependência de verbas que nem sempre aparecem". Segundo ela, a cerimônia acontece num momento em que "nos preparamos para dar uma virada decisiva na agenda cultural do país".

A presidenta Dilma Rousseff, Grão-Mestre da OMC e que não pode comparecer à cerimônia, enviou mensagem, lida por Denise Fraga, na qual destacou a importância da homenagem a Pagu, como um reconhecimento da inteligência e bravura da mulher brasileira. A presidenta ressaltou ainda que os agraciados são "exemplos da vibrante e apaixonante mistura de sotaques e saberes que compõe o mosaico da cultura brasileira".

Leia mensagem enviada pela presidenta Dilma Roussef por ocasião da OMC 2011.

Leia o discurso da ministra Ana de Hollanda

O governador Eduardo Campos, lembrou da importância histórica do Teatro Santa Isabel que, construído no Século 19, é um dos símbolos da modernização de Pernambuco. Ele agradeceu ainda a ministra Ana que, na sua opinião, "com seu jeito leve e sereno, mas também determinado, está conseguindo trazer novas propostas para a Cultura".

Com o Teatro Santa Isabel lotado, a entrega da medalha aos agraciados foi acompanhada atentamente pelo público e intercalada por mensagens e flashes da história de Pagu projetadas no telão do palco. A Cerimônia foi encerrada com a apresentação diferenciada da Orquestra Popular da Bomba do Hemetério que junta o frevo, o humor e coreografia em suas exibições.




Os homenageados

Luiz Melodia, Jair Rodrigues, Hector Babenco, Beth Carvalho, Xico Dias, Antônio Nóbrega e Antônio Pitanga, estavam entre os agraciados da noite presentes na cerimônia. A Ordem do Mérito Cultural 2011 foi entregue ainda ao mestre da Cultura Popular Apolonio Melonio, ao Maracatu Estrela de Tracunhém, ao dramaturgo João das Neves, aos artistas plásticos Glênio Bianchetti, Adriana Varejão, Tereza Costa Rêgo e Vik Muniz, aos escritores Afonso Borges e Lygia Bojunga, à atriz Ítala Nandi, ao artesão Espedito Seleiro, ao pedreiro Evando dos Santos, e à antropóloga Claudett Ribeiro.

Os grupos musical Quinteto Violado, de teatro Tablado e Galpão, de dança Dzi Croquetes e Dançando para Não Dançar e de Tradições Culturais Samba de Cumbuca também foram homenageados. Constaram ainda da lista dos agraciados, a Academia Brasileira de Letras, o Memorial Jesuíta Unisinos, as Associações Capão Cidadão e dos Artesãos de Santana de Araçuaí, a Central Única das Favelas, a Casa de Produtos Indígenas Wariró,  e os Festivais de Dança de Joinville e Santista de Teatro.

Também receberam a condecoração, in memoriam, a escritora Clarice Lispector, o cineasta Gustavo Dahl, os compositores João do Vale, Capiba e Nelson Cavaquinho, as atrizes Leila Diniz e Lélia Abramo, os atores Mario Lago e Paulo Gracindo, o pianista, médico e ator pernambucano Valdemar de Oliveira, o escritor Walter Campos de Carvalho, o fundador do Teatro de Arena, José Renato Pécora, o escritor Paulo Freire , a estilista Zuzu Angel, a precursora do movimento feminista no Brasil e escritora e poeta Ana Montenegro, o sociólogo Hebert de Souza, e a poeta de Helena Kolody.

Leia mais:

Agraciados destacam a importância da condecoração recebida na cerimônia.

Entrega foi marcada por apresentações de artistas pernambucanos

Confira reportagem de TV sobre a festa da OMC 2011

(Texto:Heli Espíndola, Ascom/MinC)
(Fotos: Lucia Ourique, Ascom/MinC)

Veja abaixo a galeria de fotos:

[gallery link="file" columns="4" orderby="rand"]