Representantes do MinC vão à Europa tratar de acervos digitais

01.04.2016 – 18:51
 
Dando continuidade à ação do Ministério da Cultura (MinC) no projeto Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil 2015-2016, seis representantes dos Sistema MinC realizam visitas técnicas a instituições e órgãos de cultura em Lisboa (Portugal) e Londres (Reino Unido) entre os dias 4 e 8 de abril. 
 
Com o tema Sistemas de Informação e Acervos Digitais de Cultura, a ação do MinC contemplada pelo projeto de cooperação internacional recebe financiamento para as viagens e a contratação de consultores (nacional e internacional) para desenvolverem relatórios técnicos, sendo a contrapartida do Ministério a realização, no mês de junho, de seminário internacional para a apresentação dos resultados.
 
A comitiva será composta por representantes da Secretaria de Políticas Culturais (SPC), Diretoria de Relações Internacionais (DRI), Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB).
 
Agenda europeia
 
O primeiro encontro da agenda, no dia 4 de abril, será com o Ministério da Cultura de Portugal, onde a comitiva será recebida na secretaria de Estado da Cultura. 
 
A seguir, o grupo realiza visita técnica ao gabinete de Estratégia, Planejamento e Avaliação Cultural – órgão que desempenha funções semelhantes à Coordenação-Geral de Monitoramento de Informações Culturais da SPC, que será representada por seu coordenador-geral, Leonardo Germani. 
 
"Será uma rica troca de experiências, já que estamos trabalhando com os mesmos temas, como a conta satélite da cultura e sistemas de informação", explica Germani. "Já temos um diálogo intenso com os países latino-americanos nessas áreas e a aproximação de Portugal nas discussões será também valiosa".  
 
Na agenda do primeiro dia haverá, ainda, visita à Cinemateca Portuguesa e reunião na secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, tendo em vista o papel do órgão na digitalização de acervos científicos em Portugal. 
 
No dia 5 de abril, a agenda prevê visita ao Arquivo Nacional da Torre do Tombo e à Biblioteca Nacional Portuguesa, que atualmente desenvolve com o Brasil o projeto da Biblioteca Digital Luso-Brasileira.
 
O objetivo do projeto é coordenar os esforços de digitalização e deixar disponível, pela internet, todo o acervo digital das duas instituições. "Esse primeiro passo deve dar nova dimensão, relevância e visibilidade na rede aos conteúdos culturais da uma história e língua comuns", aposta Angela Bettencourt, coordenadora da Biblioteca Nacional Digital da Fundação Biblioteca Nacional, que também integra a missão. Ainda haverá visitas nas fundações Calouste Gulbenkian e Mário Soares, que realizam trabalhos que se alinham com a proposta de curadoria digital. 
 
Entre os dias 6 e 8 de abril haverá agenda em Londres, onde serão realizadas visitas técnicas a diversas instituições inglesas com foco em acervos digitais e sistemas de informação: Biblioteca Britânica, com destaque para curadoria digital e a biblioteca como laboratório; Instituto do Filme Britânico; Arquivo Nacional; os museus Victoria e Albert e de História Natural, além da organização sem fins lucrativos Jisc, que desenvolve no país soluções e serviços digitais com foco na educação e formação. 
 
Os resultados da primeira missão do projeto, que visitou a Holanda em novembro passado, podem ser conhecidos na série de textos "Europeana: um olhar tropical", que está publicada no blog Memórias Digitais.  
 
 
Secretaria de Políticas Culturais
Ministério da Cultura