Notícias

« Voltar

Bicentenário da Independência é tema de reunião na ACRio

 
 
10.5.2017 - 17:01  
Encontro teve por objetivo expor e discutir o projeto "Brasil 200 anos", criado para comemorar os 200 anos da independência (Foto: Lucas Farizel/ACRio)
 
 
O ministro da Cultura, Roberto Freire, participou nesta quinta-feira (10) de reunião na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio) para discutir a celebração do bicentenário da Independência do Brasil (1822- 2022). Fizeram parte da comitiva o secretário de Articulação e Desenvolvimento Institucional do Ministério da Cultura (MinC), Adão Cândido, o chefe da Representação Regional no Rio de Janeiro, José Haddad, e o assessor especial do ministro, Alberto Aggio. 
 
O encontro teve por objetivo expor e discutir o projeto "Brasil 200 anos", criado para comemorar os 200 anos da independência, em 2022, e a ultrapassagem da marca de 200 milhões de habitantes. Foi formada uma comissão interministerial para planejar e executar a celebração do bicentenário, que será coordenada pelo MinC e também composta pelas Pastas da Defesa, Relações Exteriores, Casa Civil e Educação. 
 
Durante a reunião, que reuniu lideranças da sociedade civil carioca, foram apresentadas iniciativas já pensadas pelo MinC, como o lançamento de um relógio com a contagem regressiva para a comemoração do bicentenário, atualizado em tempo real, e com a contagem da população brasileira. De acordo com o ministro, a ACRio será responsável pela mobilização, junto com o MinC, para o lançamento do relógio. Foi apresentada também no encontro a sugestão do slogan: "somos+de200nos200". O logo "Brasil 200 anos" será escolhido mediante concurso público. 
 
Para Freire, o encontro foi muito importante. "Como primeira reunião, foi muito produtiva no sentido de contribuir, de buscar a integração das instituições. Esperamos que a sociedade civil e suas organizações sejam as principais responsáveis por essa comemoração. O que cabe a nós é executar aquilo que for mais significativo para transformar mais de 200 milhões de brasileiros em participantes dos 200 anos do Brasil", ressaltou. 
 
De acordo com Alberto Aggio, que representa o ministério na comissão interministerial Brasil 200 anos, uma das tarefas primordiais da celebração será a restauração e a modernização do Museu do Ipiranga, maior ícone da Independência. Está agendada para este mês de maio uma reunião com o reitor da Universidade de São Paulo (USP), a Diretoria do Museu do Ipiranga e o Ministério da Cultura para os encaminhamentos dessa iniciativa. 
 
Para Aggio, a celebração dos 200 anos é um momento importantíssimo para repensar o País e sua história, e isso deve envolver a sociedade em seu conjunto. "A ideia de construção norteia a celebração do Bicentenário. Comemoramos a construção de um país por uma população que vai ultrapassar a marca dos 200 milhões em 2022, um país com caraterísticas plurais, democrático, tolerante, que convive com uma língua oficial (Português), com diversos modos de fala, uma língua aberta e viva. Todos nós nos reconhecemos como brasileiros e apreciamos esse pertencimento, nos mais diversos planos. No fundo, o sentido das celebrações está nos brasileiros, que são a força essencial do país que comemora seus 200 anos", completou. 
 
Alessandra de Paula
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura