Notícias

« Voltar

Festival celebra as artes de países de língua portuguesa

 


7.11.2018 - 10:17  

 

De 8 a 11 de novembro, o Rio de Janeiro (RJ) recebe a 10ª edição do Festival Internacional das Artes da Língua Portuguesa (Festlip), evento que reúne teatro, música, culinária e outras manifestações artísticas de países que tem em comum a língua portuguesa. Os eventos serão transmitidos, em tempo real, no site do festival. O Festlip conta com o apoio institucional do Ministério da Cultura e do Ministério de Relações Exteriores.

"A conectividade é uma forma do Festlip se tornar cada vez mais um festival mundial. Além das transmissões ao vivo na internet, a TPA Internacional, rede de televisão de Angola, virá cobrir o festival para fazer um programa que será exibido lá, em Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e em toda a Europa", adianta a atriz e diretora Tânia Pires, criadora e diretora artística do festival. "Até o ano passado, nosso público somava mais de 280 mil pessoas. Com a transmissão das emissoras de Angola e Moçambique no ano passado e este ano, a audiência será na casa dos milhões", comemora.

Além do uso inédito da tecnologia, o festival promove a apresentação do espetáculo Sonoridade Poética, dirigido por Miguel Seabra, do Teatro Meridional, que reunirá pela primeira vez atores dos nove países que tem o português como língua oficial – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

"A curadoria do Festlip vem, desde o ano passado, investindo na produção de espetáculos dentro da plataforma do festival, com atores dos países lusófonos, para que possa continuar promovendo, além da data do festival, desdobramentos que aprofundem esse intercâmbio. Com a maturidade que alcança em sua décima edição, já podemos investir em espetáculos de qualidade, que promovem também um intercâmbio de diretores: começamos com um brasileiro (Paulo de Moraes) e agora teremos um de Portugal (Miguel Seabra)", completa Tânia.

O evento também terá atividades destinadas ao público infanto-juvenil, no Morro de São Carlos. O Rolezinho da Língua Portuguesa será um encontro dos nove atores dos países lusófonos com jovens da comunidade, de 10 a 15 anos, para uma troca de histórias, tradições e culturas através da música e do teatro.

Na parte musical, está reservada uma tarde de ritmos angolanos, com o show de voz e o violão do músico Paulo Matomina nos jardins da Casa Firjan. Uma das grandes novidades do Festlip será a master class de culinária, ministrada virtualmente, em tempo real, por chefs de Angola e Portugal, diretamente de seus países, através do canal do festival na internet.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura