Notícias

« Voltar

MinC entrega restauração de teatro histórico no Maranhão

 
 
7.12.2017 - 12:21  
O Teatro Arthur Azevedo recebeu investimento de R$ 1,94 milhão em obras de restauração por meio do Programa Avançar (Foto: Nívea Raposo)
 
 
Importante símbolo da história cultural do Maranhão, o Teatro Arthur Azevedo, em São Luís, será reaberto nesta quinta-feira (7) após investimentos de R$ 1,94 milhão em obras de restauração, executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), por meio do programa Avançar, do governo federal.
 
A proposta da intervenção, realizada durante cerca de um ano, foi resgatar os valores históricos e estéticos do edifício do teatro, garantindo condições de uso e continuidade das manifestações culturais que ali se apresentam. Além de ações de conservação, reforma de áreas como camarins, banheiros e setores administrativos, aquisição de mobiliário, pintura geral e implementação de adequadas condições de segurança, foi executada a restauração dos lustres, incluindo o majestoso lustre principal, verdadeiro coração do Teatro.
 
Uma das principais casas de espetáculos do Maranhão, o Teatro Arthur Azevedo foi inaugurado em 1817, com o nome de Teatro União, uma homenagem à inclusão do Brasil ao então Reino Unido de Portugal e Algarve, ocorrida dois anos antes. Na década de 1920, o nome do Teatro passou então a homenagear o jornalista e teatrólogo maranhense Arthur Azevedo. Um dos principais intelectuais da época, ele foi parte do grupo fundador da Academia Brasileira de Letras, ao lado de seu irmão, o também escritor Aluísio Azevedo.
 
Voltado para a Rua do Sol, no centro histórico de São Luís, o edifício segue padrão neoclássico, marcado por colunas coríntias, e tem um interior em formato de ferradura, que seguia a moda italiana, com acabamentos luxuosos, a exemplo do lustre de cristal central e outros seis menores, sendo três no foyer e três no salão nobre. 
 
O edifício é parte do conjunto histórico da cidade de São Luís, tombado pelo Iphan em 1974 e pelo estado do Maranhão em 1986. Também é parte integrante da área reconhecida como Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) desde 1997. 
 
Em todo esse tempo, o teatro coleciona muitas histórias que fazem parte da cultura da capital maranhense. Uma delas é da atriz Apolônia Pinto, que dá nome ao camarim nº 1. Filha de uma atriz portuguesa que entrou em trabalho de parto em pleno teatro, ela nasceu em junho de 1854 e se tornou a grande dama do teatro maranhense, uma das maiores atrizes brasileiras de sua época. Falecida aos 83 anos, foi enterrada no próprio teatro.
 
A cerimônia de entrega da restauração, às 15h, contará com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa; do diretor do Iphan, Robson de Almeida; do superintendente do Iphan-MA, Maurício Itapary; do governador do Maranhão, Flávio Dino; e do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr., entre outras autoridades locais. 
 
Após a reabertura oficial, o Teatro Arthur Azevedo passa a receber uma temporada de apresentações do espetáculo João do Vale – O Musical, entre outras programações artísticas.
 
Avançar
 
O Programa Avançar é um projeto do Governo Federal focado na retomada de obras em todo o país, a fim de oferecer mais crescimento e cidadania para os brasileiros. Até o fim de 2018, o programa pretende concluir 7 mil empreendimentos, incluindo obras de infraestrutura logística, energética, defesa, social e urbana e envolvendo todos os ministérios setoriais. O Ministério da Cultura, por meio do Iphan, integra o programa, com a previsão de investimentos em 61 ações destinadas ao desenvolvimento das cidades históricas brasileiras.
 
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)
Ministério da Cultura