Notícias

« Voltar

Ministro recebe cartas de Dom Pedro II doadas ao Museu Imperial

5.9.2017 - 12:00   
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão (2º da esq para dir), recebeu cartas de Dom Pedro II doadas pela Rússia ao Brasil (Foto: Acácio Pinheiro / Ascom MinC)
 
 
Correspondências de Dom Pedro II que o presidente Michel Temer recebeu do colega russo Vladimir Putin, durante a visita oficial àquele país, em junho deste ano, passaram a integrar o acervo do Museu Imperial de Petrópolis, localizado na cidade fluminense. O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, foi ao Museu Imperial, nesta segunda-feira (4), receber as cartas oficialmente. No mesmo ato, foram restituídas à instituição dois quadros que estavam no Palácio do Planalto desde 1971.
 
A Presidência da República entregou ao Museu Imperial, administrado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), vinculado ao Ministério da Cultura (MinC), as telas: Abordagem da Corveta Maceió, de Jean Baptiste Castagneto; e Praia de Santa Luzia, de Jorge Grimm. Ainda participaram do ato o presidente do Ibram, Marcelo Araújo; o integrante da Comissão de Curadoria do Palácio do Planalto, do Palácio da Alvorada e da Granja do Torto, Antônio Lessa; e a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ).
 
Eles foram recebidos pelo diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Junior, que coordenou uma visita à instituição que ocupa a casa de verão da família imperial. O acervo do Arquivo Histórico do Museu Imperial é formado essencialmente por itens de natureza privada, incluindo as correspondências trocadas entre Dom Pedro II e chefes de Estado. As cartas doadas passarão a integrar esse conjunto, que é único no Brasil.
 
Integram a doação cinco cartas de Dom Pedro II a diferentes destinatários. As correspondências foram escritas em português e francês e tratam de temas diferentes. A carta em francês, por exemplo, trata de traduções. Há ainda duas cartas para religiosos e uma para um monarca compadre de Dom Pedro II, em que ele o parabeniza pelo nascimento de um filho.
 
"Estas cartas têm valor histórico e documental. Tem tudo a ver com o acervo do Museu Imperial, onde estão muitos pertences de Dom Pedro II", afirmou o ministro. As cartas serão apresentadas ao público em uma exposição sobre as correspondências do Século XIX, que está sendo organizada para ocorrer em dezembro.

Museu Imperial 

O Museu Imperial tem 250 mil itens, grande parte do Segundo Império. O Arquivo Histórico foi reconhecido pela Unesco, em 2013, com a inscrição no Registro Internacional do Programa Memória do Mundo. No acervo estão móveis, adornos, objetos do cotidiano, quadros, esculturas, instrumentos musicais, joias e pratarias, além de coroas, trajes, o cetro usado pelos imperadores e a pena de ouro usada pela Princesa Isabel ao assinar a Lei Áurea. 
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura