Notícias

« Voltar

Morre, em Belém, ex-conselheiro do CNPC Artur Leandro

 
 
16.5.2018 - 14:53  
Militante e defensor das causas afro-brasileiras, Artur Leandro lutou pela elaboração do I Plano Nacional para Cultura Afro-Brasileira (Foto: Divulgação)
 
 
O Ministério da Cultura (MinC) lamenta o falecimento, em Belém, de Artur Leandro, conhecido religiosamente como Táta Kinamboji, ex-integrante do Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC), órgão colegiado responsável em propor a formulação de políticas públicas de cultura. Militante e defensor das causas afro-brasileiras, lutou pela elaboração do I Plano Nacional para Cultura Afro-Brasileira e pela efetivação de uma Política Nacional para Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana.
 
Natural de Belém, no Pará, Arthur Leandro foi professor do curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Amapá (Unifap) e da Universidade Federal do Pará (UFPA). Atuou na Rede de Cineclubes nos Terreiros da Zona Metropolitana de Belém. Foi diretor de projetos no Instituto Nangetu de Tradição Afro-religiosa e Desenvolvimento Social.
 
Artista plástico, performer, poeta, compositor, sambista, ativista político, escultor, radialista, articulador, acadêmico, romancista, arquiteto e liderança dos povos tradicionais de matriz africana, Arthur Leandro lutou grande parte da vida pelos direitos humanos. 
 
O Ministério da Cultura e o Conselho Nacional de Políticas Culturais prestam sua solidariedade a familiares, amigos e fãs do artista.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura