Notícias

« Voltar

União pretende garantir continuidade de escola de cinema

 


17.5.2017 - 18:00   

Em 13 anos de atividades, a escola já recebeu e capacitou mais de nove mil alunos de todas as regiões do Brasil (Foto: divulgação ECDR)
 
O Ministério da Cultura (MinC) e os Correios decidiram, em reunião nesta quarta-feira (16), unir esforços em favor da Escola de Cinema Darcy Ribeiro, no Rio de Janeiro. Além de refletir as políticas culturais de audiovisual, encontrar uma solução favorável à manutenção da escola ainda atende a manifesto apresentado na última reunião do Conselho Superior de Cinema, realizada nesta terça-feira (16), em Brasília.
 
Durante reunião com o secretário-executivo do MinC, João Batista de Andrade, o presidente dos Correios, Guilherme Campos Júnior, declarou a intenção de resolver a situação favoravelmente à escola. Localizada em imóvel cujo patrimônio pertence aos Correios, a escola encontra-se em situação irregular. Assim, a empresa chegou a iniciar processo administrativo para despejar a escola do imóvel.
 
No entanto, Andrade e Campos Júnior decidiram analisar a melhor solução para o caso da escola, dos pontos de vista administrativo e jurídico. Uma das alternativas seria a celebração de um comodato por meio de um órgão público, que faria a tratativa com a escola.
 
O secretário João Batista de Andrade realçou o relevante papel cultural e social exercido pela escola, que também foi elogiada pelos integrantes do Conselho Superior de Cinema. 
 
Centro de formação profissional

A Escola Darcy Ribeiro oferece diversos tipos de formação e conta com um sistema de bolsas de estudo que beneficiam cerca de 500 alunos, anualmente. É notória a contribuição da escola na formação de quadros para atuar no segmento audiovisual: em 13 anos de atividades, a escola já recebeu e capacitou mais de nove mil alunos de todas as regiões do Brasil. Ela é considerada um centro permanente de formação profissional continuada, dinâmica e interativa, voltada para a pesquisa, experimentação e produção audiovisual brasileira.
 
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura