O Dia do Ministro

« Voltar

Apoio a VI Festival de Cultura e Arte de Camaçari é discutido no MinC

 
 
04.04.2017 - 19:23  
Ministro recebeu, nesta sexta-feira, a secretária de Cultura da cidade baiana de Camaçari, Márcia Tude (Foto: Edson Leal/Ascom MinC)
 
 
O ministro da Cultura, Roberto Freire, enfatizou a disposição de o Ministério da Cultura apoiar o VI Festival de Cultura e Arte de Camaçari (BA), que este ano fará homenagem aos 50 anos de Tropicalismo. O assunto foi tema de reunião desta terça-feira (4), em Brasília, entre o ministro da Cultura, Roberto Freire, e a secretária de Cultura de Camaçari, Márcia Tude. 
 
"Um festival desse tem uma carga cultural importante", destacou o ministro. A secretária Márcia também falou sobre a importância de uma chancela do Ministério da Cultura. "Com o apoio do MinC, há um referendo de que o projeto é importante para a história da cultura brasileira a partir do espaço regional e, além disso, as portas se abrem para a captação de recursos", comentou.
 
O Festival de Cultura, que ocorre anualmente desde 2012, conta com ampla programação cultural, que engloba oficinas, exposições, saraus literários, feiras de artesanato, filarmônicas e fanfarras, festivais gastronômicos, mostras de audiovisuais e mostras de grupos populares. A expectativa é que, nesta edição, a iniciativa atraia público de 100 mil pessoas.
 
"O mais importante nesse festival específico é que ele traz um resgate do que ocorreu nos anos 1970 e do que aconteceu na formação cultural do povo brasileiro dessa época até hoje. O festival reafirma não apenas a importância da história da cultura, como contribui para o desenvolvimento econômico do município", disse Márcia.
 
A praia de Arembepe, que será o palco principal da feira, abriga, entre outras atrações turísticas, a Aldeia Hippie, que faz parte da contracultura brasileira, tendo recebido nomes como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Janes Joplin e Mick Jagger, entre outros. A praia também possui uma unidade do Projeto Tamar, que atua na preservação das tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura