O Dia do Ministro

« Voltar

Cultura inclusiva é tema de reunião no MinC

 
 
3.4.2017 - 12:13  
Da esquerda para a direita, Pedro Prata, Rosana Fonseca, ministro Roberto Freire, Claudia Werneck e Bruno Soller (Foto: Edson Leal/Ascom MinC)
 
 
Cultura inclusiva. Esse foi o tema de reunião nesta segunda-feira entre ministro da Cultura, Roberto Freire, e a jornalista e escritora Claudia Werneck, fundadora da organização não governamental Escola de Gente - Comunicação em Inclusão. O objetivo da ONG é trabalhar para que as sociedades sejam inclusivas e sustentáveis para as quase um bilhão de pessoas que vivem com algum tipo de deficiência no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).
 
Durante o encontro, Claudia Werneck elogiou as novas regras para a Lei Rouanet, que foram anunciadas pelo ministro da Cultura em março deste ano, e lembrou que foi graças à essa Lei que muitos projetos levados adiante pela ONG se tornaram possíveis.  
 
Ao longo da reunião, Claudia pediu ainda apoio do ministro para a votação do Projeto de Lei que institui 19 de setembro como o Dia Nacional do Teatro Acessível. Arte, Prazer e Direitos, atualmente em tramitação no Senado Federal. 
 
Idealizada pela Escola de Gente em 2011, a campanha Teatro Acessível. Arte, Prazer e Direitos tem por objetivo garantir mais autonomia e participação de pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e baixo letramento, entre outras condições, na vida cultural de suas cidades. Para isso, a organização percorre o Brasil oferecendo teatro gratuito e acessível a crianças, adolescentes e jovens
 
Além de Claudia Werneck, participaram do encontro a conselheira e colaboradora da Escola de Gente, Rosana Fonseca, o coordenador de comunicação da ONG, Pedro Prata, e o chefe de gabinete do ministro, Bruno Soller. 
 
ONG premiada
 
Em 2014, a Escola de Gente foi homenageada pelo Ministério da Cultura ao receber a Ordem do Mérito Cultural (OMC) na categoria Artes Integradas. O prêmio é concedido a entidades e personalidades que se distinguiram por suas relevantes contribuições prestadas à Cultura brasileira.
 
Criada por decreto, em 1995, e outorgada pelo MinC, a OMC já premiou mais de 500 protagonistas do desenvolvimento cultural brasileiro, entre vivos ou já falecidos, como Athos Bulcão, Ariano Suassuna, Luiz Gonzaga, Milton Nascimento, Tomie Ohtake e Vinícius de Moraes.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura