O Dia do Ministro

« Voltar

Freire participa de abertura de exposição na Biblioteca Nacional

 
 
11.5.2017 - 16:53  
Em discurso, ministro Roberto Freire ressaltou importância da Revolução de Pernambuco para a construção da identidade brasileira (Foto: Marco Rodrigues)
 
 
O ministro da Cultura, Roberto Freire, participou na noite de quarta-feira (10) da abertura da exposição Pernambuco 1817, A Revolução, na Biblioteca Nacional. A revolução de 1817, que completa 200 anos, é considerada precursora da independência conquistada em 1822. A Fundação Biblioteca Nacional (FBN), depositária da mais completa coleção de livros, mapas, manuscritos e documentos icnográficos referentes a esse importante levante, mostra ao público pela primeira vez parte desse acervo. 
 
Freire, que foi recebido por repentistas na entrada da FBN, falou da emoção de participar do evento. "Não poderíamos deixar passar a oportunidade, como passaram inúmeras outras, de lembrar uma revolução muito esquecida. A história oficial é muito fixada na Inconfidência Mineira, talvez esquecendo outras muitas duras, inclusive na repressão", afirmou. "Por conta da Revolução de Pernambuco, a província foi seccionada e deu lugar à província de Alagoas, muito bem-vinda para a Federação Brasileira. Pernambuco se transformou naquele pequeno estado porque queria um grande Brasil, dando não apenas os primeiros passos para a Independência, que vamos comemorar daqui a cinco anos, mas ajudando a ser o que somos", ressaltou. 
 
A Biblioteca Nacional guarda a mais importante coleção existente sobre a Revolução Pernambucana, movimento que instalou a república por mais de 70 dias durante o reinado de D. João VI. A exposição inclui a chamada Lei Orgânica, considerada a primeira carta constitucional do Brasil feita por brasileiros. O documento instala o regime republicano e preconiza os direitos humanos e a liberdade de imprensa. 
 
A mostra inclui, ainda, o chamado "Preciso", importante manifesto expedido pelo governo provisório que explicava à população sobre o movimento. Esse foi o primeiro documento impresso pela tipografia pernambucana, considerado um passo importante para a afirmação do movimento. 
 
Serviço:
Pernambuco 1817, A Revolução
Visitação: de 11 de maio a 15 de agosto
De segunda a sexta, das 10h às 17h
Sábado das 10h30 às 15h
Fundação Biblioteca Nacional
Avenida Rio Branco, 297 – Centro – Rio de Janeiro 
Telefone: (21) 3095-3862
Entrada franca
 
Leia mais
Alessandra de Paula
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Com informações da Biblioteca Nacional