O Dia do Ministro

« Voltar

Ministro prestigia Paixão de Cristo de Nova Jerusalém

 
 
10.4.2017 - 12:11  
Espetáculo completou 50 anos em 2017 e atraiu mais de duas mil pessoas em sua noite de abertura para convidados (Fotos: Edson Leal/Ascom MinC)
 
 
O ministro da Cultura, Roberto Freire, participou na sexta-feira (7/4) da pré-estreia de uma das encenações mais tradicionais da Paixão de Cristo, a de Nova Jerusalém, em Pernambuco. Realizado no maior teatro a céu aberto do mundo, em Fazenda Nova, distrito do município de Brejo da Madre de Deus, o espetáculo completou 50 anos em 2017 e atraiu mais de duas mil pessoas em sua noite de abertura para convidados, de acordo com os organizadores. 
 
Pernambucano, Roberto Freire disse estar orgulhoso de apreciar, mais uma vez, a encenação. "O Ministério da Cultura não poderia estar ausente, sabendo da dimensão do espetáculo. É um evento marcante, que não tem somente caráter religioso, mas cuja dimensão cultural é imensa. Os 50 anos ininterruptos de encenação é uma marca impressionante", destacou. Freire foi um dos homenageados da noite pela Sociedade Teatral de Fazenda Nova e recebeu medalha comemorativa e troféu do jubileu do Cinquentenário da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. 
 
Juntamente com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova, Robinson Pacheco, o ministro da Cultura descerrou a placa de inauguração dos monumentos em homenagem a Plínio e Diva Pacheco, idealizadores do espetáculo de Nova Jerusalém. Como parte da comemoração do jubileu de ouro, os figurinos utilizados no espetáculo foram renovados e novas cenas, introduzidas. 
 
Para o governador Paulo Câmara, o espetáculo é um símbolo cultural e de fé para Pernambuco. "Ele nos lembra da necessidade de amar ao próximo e de fazer o bem. É um marco para o estado e nós, pernambucanos, temos que ter orgulho". Sobre o cinquentenário, Câmara frisou que o espetáculo tem encantado pessoas do Brasil e do mundo. "Isso nos deixa orgulhosos e, a cada ano, a apresentação é mais bonita, mais inovadora e mais atrativa", finalizou.
 
Peregrinação
 
Ministro Roberto Freire, Robinson Pacheco e governador Paulo Câmara prestigiaram noite de abertura da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém
 
Dividida entre nove palcos, a plateia assiste ao espetáculo em uma sensação de imersão na cena e se movimenta dentro do cenário conforme a mudança das cenas. Neste ano, fazem parte do elenco os atores Rômulo Arantes Neto (Jesus), Letícia Birkheuer (Maria), Joaquim Lopes (Pilatos), Aline Riscado (Herodíades), Adriana Birolli (Madalena), Raphael Vianna (Herodes) e Jesus Luz (Apóstolo João), entre outros. 
 
Robinson Pacheco, atual presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova e filho do idealizador da cidade-teatro de Nova Jerusalém, acredita que a Paixão de Cristo do agreste pernambucano já construiu um forte legado durante os 50 anos de existência. "É um patrimônio material e imaterial de Pernambuco. O espetáculo, a cada temporada, nos encanta e nos enche de coragem para realizá-lo todo ano", salientou. Em uma carta lida durante a inauguração dos monumentos do jubileu de ouro, Pacheco declarou que o espetáculo tem importância histórica, cultural e econômica para o povo brasileiro e pernambucano. 
 
O maior teatro ao ar livre do mundo tem uma área de 100 mil metros quadrados e é cercado por uma muralha de pedras de quatro metros de altura, com 70 torres de sete metros cada uma. O espetáculo, já assistido por quase quatro milhões de pessoas, atrai diariamente uma média de sete mil visitantes. Iniciado no dia 8, a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém deste ano será terá sua última exibição em 15 de abril. 
 
Erneilton Lacerda
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura