O Dia do Ministro

« Voltar

Ministro prestigia seminário sobre impactos das fake news

 
 
20.6.2018 - 14:45  
Ministro Sérgio Sá Leitão (segundo da esquerda para a direita) participou da abertura do seminário (Foto: Ronaldo Caldas/Ascom MinC)
 
 
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, participou, nesta quarta-feira (20), em Brasília, da abertura do Seminário Impacto Social Político e Econômico das Fake News. Promovido pela Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), a cerimônia contou também com a participação dos presidentes da República, Michel Temer, do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luiz Fux, e os ministros da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge.  
 
Antes de iniciar as exposições sobre o tema, o presidente da Abratel, Márcio Novaes, agradeceu o apoio do governo e de parlamentares na aprovação da flexibilização da transmissão obrigatória da Voz do Brasil e, por isso, premiou alguns deputados, entre eles, Celso Russomano (PRB-SP), que recebeu o troféu das mãos do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. 
 
Na abertura do evento, o presidente Michel Temer destacou a importância da liberdade de expressão e da importância do jornalismo de qualidade de forma a combater a desinformação causada por boatos e notícias falsas que circulam, principalmente, nas redes sociais. 
 
"Sociedades que valorizam e promovem a livre divulgação de ideias são naturalmente muito mais fortes e mais dinâmicas. É a circulação, digamos assim, desimpedida de informações e opiniões que garante o ambiente adequado para que cada indivíduo forme livremente as suas convicções", afirmou Temer em seu discurso. 
 
O senador Eunício Oliveira destacou a iniciativa do Congresso de criar uma comissão mista com o apoio de 210 deputados e, ao menos, 21 senadores para debater o tema e defendeu que, sob pretexto de combater as fake news, não se pode promover a censura prévia.
 
"A difusão de notícias sabidamente falsas causa um dano irreparável à candidatura alheia e, por essa razão, o mais importante para o TSE é atuar preventivamente do que repressivamente", afirmou o ministro Luiz Fux, que destacou recente parceria firmada com profissionais de marketing e um compromisso assinado por partidos políticos para evitar a disseminação de notícias contra candidatos. "Temos a certeza de que as eleições no Brasil serão um exemplo de higidez democrática, de moralidade e de ética na política brasileira", assinalou. 
 
Na parte da tarde, o papel do jornalismo profissional no combate às notícias falsas contra candidatos durante o período de campanha eleitoral deverá ser debatido no seminário, que se encerra às 18h, no hotel Royal Tulip, em Brasília. 
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura