O Dia do Ministro

Ministro Sá Leitão debate projetos culturais com delegação do Ceará

 
 
27.3.2018 - 15:07  
Sá Leitão debateu projetos culturais com representantes do Ceará nesta terça-feira (Foto: Acácio Pinheiro/Ascom MinC)
 
 
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, recebeu nesta terça-feira (27) uma comitiva do estado do Ceará, liderada pelo deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB). Ele apresentou ao ministro o projeto de criação do Museu do Crato, município da região do Cariri. Outro assunto debatido na reunião foi a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha, reconhecida em 2015 como patrimônio imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), instituição vinculada ao Ministério da Cultura. 
 
O secretário de Governo de Barbalha, Cícero Santos, destacou que a festividade reúne cerca de 500 mil pessoas em 15 dias, em uma junção de festa religiosa e popular. "É a celebração do sagrado e profano em um só lugar", resumiu ele, que aproveitou a oportunidade para convidar o ministro a participar na edição deste ano, que será realizada em junho. 
 
Também presente à reunião, o padre Adalmiran Vasconcelos apresentou ao ministro o projeto da primeira edição do Farol Instrumental, aprovado pela Lei Rouanet e apto a captar recursos. O projeto pretende viabilizar apresentações gratuitas de música instrumental com a participação de 150 crianças e adolescentes do município de Juazeiro do Norte, no Cariri cearense. Quanto à captação de recursos, Sá Leitão sugeriu que o sacerdote e os responsáveis pela iniciativa apresentem o projeto a empresas cearenses para patrocínio via Lei Rouanet. "A ideia é bater de porta em porta e mostrar aos empresários a necessidade de criar uma relação com a população. O patrocínio de projetos como esse é um gesto de responsabilidade social e de relacionamento com a comunidade", declarou o ministro. 
 
O Festival Acordes do Amanhã, por sua vez, busca aprovação do MinC para captar recursos por meio da Lei Rouanet. A edição deste ano prevê 600 apresentações em 20 cidades dos estados do Ceará, Bahia, Rio de Janeiro, Goiás e Rio Grande do Sul. De acordo com o representante da agência e produtora cultural cearense Quitanda das Artes, Mardonio Barros, o projeto é pioneiro e, por isso, tem o apoio de várias pessoas. "É uma maneira de discutir a relação entre cidade, música e público e reunir as famílias em cerca de 140 apresentações", afirmou.
 
Para finalizar a reunião, o ministro solicitou às lideranças presentes apoio na divulgação do seminário do Circuito #CulturaGeraFuturo de Fortaleza, que ocorrerá em 6 de abril. Entre abril e julho deste ano, uma equipe do MinC percorrerá as 27 capitais brasileiras para debater com os produtores e possíveis patrocinadores locais temas como economia criativa, Lei Rouanet, Fundo Setorial do Audiovisual e outros mecanismos de fomento. "O que a gente quer fazer [com o Circuito] é qualificar, orientar e capacitar todas essas pessoas", ressaltou Sá Leitão. 
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura