Ordem do Mérito Cultural 2013

5 de novembro. Dia Nacional da Cultura. A data foi escolhida também para a realização da maior condecoração da cultura brasileira. Nesta noite de terça-feira, a cultura brasileira foi celebrada em toda sua diversidade e com muita arte. Artistas das mais diferentes linguagens, intelectuais e instituições que contribuem com a cultura brasileira foram agraciados com as insígnias da Ordem do Mérito Cultural (OMC).

Em sua 19° edição, o evento aconteceu no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. Logo na entrada, no hall principal, agraciados e convidados se encantaram com a escultura monumental da artista plástica Tomie Ohtake. O tom cor de sangue da obra dava sinais do que estava por vir. Neste ano, o tema central rendeu homenagens ao arquiteto Oscar Niemeyer e a artista Tomie, considerada uma das maiores ícones das artes visuais no Brasil.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, chanceler e presidenta do conselho da OMC, entregou as insígnias a 37 premiados. "Na diversidade dos agraciados, temos um retrato da nossa diversidade cultural", salientou a ministra. Ao lado de Marta, estiveram os Secretários de Cultura do Estado e do Município de São Paulo, Marcelo Araújo e Juca Ferreira, representando o Governador Geraldo Alckmin e o Prefeito Fernando Haddad.

A OMC deste ano também teve dois homenageados muito especiais: a artista Tomie Ohtake e o arquiteto Oscar Niemeyer (in memoriam). A homenagem a esses dois gênios, que, conforme lembrou a ministra, "ajudaram na construção da identidade do Brasil", serviu de inspiração para toda a festa e trouxe um clima de muito entusiasmo para a celebração. O público presente, por diversas vezes, aplaudiu de pé os agraciados.

Momento especial para a Cultura Brasileira

Para uma plateia que tomava completamente o Auditório Ibirapuera, Marta apresentou as diretrizes do Ministério da Cultura: a inclusão social dos brasileiros por meio da cultura, a internacionalização da cultura brasileira (ampliação do Soft Power do Brasil) e a aprovação de leis estruturantes para o andamento das políticas culturais.

A ministra falou sobre o Vale-Cultura que será lançado pela presidenta Dilma e pela ministra da Cultura no próximo dia 12 de novembro, explicou o funcionamento dos CEUs das Artes, a promulgação do Sistema Nacional de Cultura e da PEC da música que visa baratear o custo de CDs e DVDs de música; afirmou que, através de editais, o MinC tem levado o acesso aos meios de produção cultural para afrodescendentes, indígenas, artistas da Amazônia (entre outros); e citou eventos que tornaram a cultura brasileira mais conhecida no exterior como o Ano do Brasil em Portugal, Mês do Brasil na China e a homenagem que o Brasil recebeu na Feira do Livro de Frankfurt, recentemente.

Por tudo isso, Marta considerou que "o momento é especial para a Cultura no Brasil."

A Cerimônia

Toda a premiação foi permeada por apresentações artísticas que homenagearam e trouxeram um pouco da obra de alguns agraciados para a festa. Apresentaram-se artistas como Denise Stoklos; Elisa Ohtake - neta da homenageada; o Grupo Parlapatões; Sônia Muniz e Sergei de Carvalho – viúva e filho de Eleazar de Carvalho; o violinista Nathan - formado no Centro Cultural Cartola - e Quarteto Lado a Lado; o ator Ailton Graça, que além de ser mestre de cerimônias, ao lado da atriz Julia Lemmertz, interpretou uma Crônica de Rubem Braga; o cantor Renato Braz com o violonista Mário Gil. O final da festa ficou por conta da Escola de Samba Vai – Vai que apresentou o samba "Tranquilo com a Vida" composto por Niemeyer aos 103 anos.

OMC

A cada edição da Ordem do Mérito Cultural, uma ou mais personalidades ou instituições são escolhidas para receber homenagem especial, tornando-se ao mesmo tempo o tema dessa condecoração.

No site do MinC todos podem indicar pessoas ou entidades, nacionais ou internacionais, com relevantes contribuições à cultura brasileira. Encerrado o período de contribuições, os nomes sugeridos são analisados pelo Conselho da Ordem do Mérito. Desde 1995, mais de 500 personalidades foram agraciadas nas três classes - Grã-Cruz; Comendador e Cavaleiro-, assim como 60 instituições receberam a medalha sem grau das classes.

 

Tema de 2013-Homenagem a Tomie Ohtake e Oscar Niemeyer

Tomie Ohtake: é uma das maiores expoentes das artes visuais no Brasil. Nasceu no Japão em 21 de novembro de 1913 e continua trabalhando intensamente mesmo estando próxima de completar 100 anos. Tomie Ohtake passou a pintar quando já tinha 40 anos, naturalizou-se brasileira em 1968. Tem carreira reconhecida nacional e internacionalmente. Além da pintura, também transita com desenvoltura pela gravura e pela escultura. O Instituto Tomie Ohtake, que leva o nome da artista, é um dos mais reconhecidos polos difusores de arte do País ao promover exposições nacionais e internacionais, sempre com entrada gratuita, além de ações educativas abertas à comunidade.

Oscar Niemeyer: Falecido em 2012, aos 104 anos, Oscar Niemeyer é um dos mais importantes e respeitados arquitetos da história. Com sua arquitetura que dizia ser inspirada na "curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida", Niemeyer foi figura fundamental no desenvolvimento da arquitetura moderna.  Entre suas obras estão os projetos do Palácio da Alvorada, do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal, além de tantos outros, em Brasília. Também foi membro do Comitê Internacional de Arquitetos encarregado do desenvolvimento do projeto da sede da ONU na década de 1940. Impedido pela ditadura militar de trabalhar no Brasil, devido a seu engajamento político, Niemeyer se muda para a França de onde sua obra ganha ainda mais o Mundo.

Confira aqui todas as fotos da cerimômia da OMC 2013.

Texto: Thiago Esperandio

Fotos: Elisabete Alves

 

Confira a lista das personalidades agraciadas:

NA CLASSE GRÃ-CRUZ:

Eleazar Segundo Afonso De Carvalho, centenário – in memoriam;

Henrique De Souza Filho (Henfil) -in memoriam;

Juvenal De Holanda Vasconcelos (Naná Vasconcelos);

Roberto Pires - in memoriam;

Rubem Braga,Centenário - in memoriam;

Antônio da Silva Fagundes Filho (Antônio Fagundes);

Sérgio Duarte Mamberti (Sérgio Mamberti) e

Walter Torreggiani Pinto (Walter Pinto),Centenário - in memoriam;

 

NA CLASSE COMENDADOR:

Antonio Abujamra;

Lucy Villela Barreto Borges (Lucy Barreto);

Marlos Mesquita Nobre De Almeida (Marlos Nobre);

Laerte Coutinho (Laerte);

Nilcemar Nogueira e

Ronaldo Correia De Brito.

 

NA CLASSE CAVALEIRO:

Antonio Hélio Cabral (Hélio Cabral);

Bárbara Raquel Paz (Bárbara Paz);

Erasmo Esteves (Erasmo Carlos);

Ivan Guimarães Lins (Ivan Lins);

Maria Adelaide De Almeida Santos Do Amaral (Maria Adelaide Amaral);

Maria De Lourdes Cândido Monteiro (Maria Cândido);

Mira Maria Haar (Mira Haar);

Paulo Roberto Borge Jorge (Paulo Borges);

Rosa Maria Dos Santos Alvez (Rosinha) e

Waldoneide Garcia Marques (Walda Marques).

 

SEM GRAU DE CLASSE

Associação de Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia;

Sociedade Junina Bumba Meu Boi da Liberdade;

Associação Cultural Bloco Carnavalesco Ilê Ayê;

Grupo Dança 1º Ato;

Grupo Gay da Bahia e

Maracambuco Fã Clube Batuque da Nação – Grupo Maracambuco.

 

NA CLASSE GRÃ-CRUZ:

Carlos José Fontes Diegues (Cacá Diegues);

Daniel Monteiro Costa (Daniel Munduruku);

Euzébia Silva De Oliveira (Dona Zica),centenário - in memoriam;

José Alves Antunes Filho (Antunes Filho);

Maurice Carlos Capovilla (Carlos Capovilla);

Paulo Archias Mendes Da Rocha; E

Tomie Ohtake, centenário.